Turismo Responsável: Embratur Debate Sustentabilidade Na BIT Milano 2022

Comitiva da Agência se reuniu com membros da LifeGate e abordou ações para incentivar a preservação ambiental do Brasil 

Brasília - A promoção do turismo responsável foi um dos assuntos debatidos pela Embratur, nesta segunda-feira (11/04), durante o segundo dia de atividades da 40ª Borsa Internazionale del Turismo (BIT Milano), em Milão, na Itália. 

(© Bing Imagens)

Representando o presidente da Embratur, Silvio Nascimento, na BIT Milano, o Chefe da Assessoria Internacional da Agência, Heitor Kadri, participou das discussões do tema com a LifeGate, uma corporação beneficente, considerada referência em sustentabilidade na Itália. O tema esteve no centro das discussões entre a comitiva da Embratur e a instituição, com possíveis ações de mídia para incentivar a preservação ambiental do Brasil pelo público engajado com o assunto. 

Além disso, a comitiva brasileira destacou a recuperação do setor de turismo do país na fase pós-pandemia. “A celeridade com que o Brasil está se recuperando está diretamente vinculada ao sucesso das campanhas de vacinação realizadas no país. Estamos entre os primeiros do mundo quanto às taxas de vacinação contra a Covid-19”, lembrou Kadri. 

Neste contexto, o Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, promove a campanha “Turismo Responsável: Limpo e Seguro”. Por meio de um selo emitido pelo MTur, estabelecimentos comerciais de todo o país demonstram que tomam as medidas devidas para que os consumidores se sintam seguros ao viajar. Ao prevenir a disseminação da Covid-19, o Brasil posiciona-se como um destino protegido e responsável, com mais de 30 mil estabelecimentos tendo aderido à campanha, entre agências de turismo, operadores turísticos, organizadores de eventos, parques temáticos, parques de campismo, restaurantes, cafés e bares, centros de convenções, entre outros operadores. 

Em relação ao viajante italiano vacinado que deseja visitar o Brasil, Kadri lembrou que não é necessário realizar testes de PCR e nem visto para estadias de até 90 dias.

 

Um Pouquinho De Brasil 

O estande brasileiro na BIT Milano também teve destaque por conta de apresentações dedicadas aos profissionais do setor de turismo sobre os tesouros naturais, culturais e históricos do Brasil. As exibições musicais, que buscam aproximar os visitantes do evento à cultura brasileira, seguem até esta terça-feira (12/04), dia do encerramento da feira. 

Os visitantes têm a oportunidade de vivenciar as cores, ritmos e alegria brasileira ao ritmo das músicas típicas de diferentes regiões do Brasil: samba, frevo, pagodes, sertanejo, forró, piseiro, entre outros.


Brasil-Itália 

A Itália está entre os principais emissores de turistas ao Brasil - é o 8º no ranking geral de 2019 -, sendo que 58% dos turistas italianos costumam viajar sozinhos. Eles buscam, prioritariamente, locais de sol e praia, com laços culturais fortes e também visitar parentes e amigos. O Brasil é também o principal mercado latino-americano dos turistas italianos, com São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Foz do Iguaçu (PR), Fortaleza (CE) e Recife (PE) como destinos preferidos. 

Em 2019, mais de 182 mil turistas italianos ingressaram no Brasil, o que posiciona a Itália entre os maiores emissores de turistas ao país. Apesar de ter ocorrido uma diminuição no fluxo de italianos ao Brasil nos últimos dois anos, há a expectativa que quase 150 mil turistas venham da Itália para o Brasil até o fim deste ano. 

A Embratur está investindo no mercado italiano de diversas maneiras, entre elas com participação em roadshows com o trade turístico italiano e ações de Relações Públicas, desenvolvendo relacionamento com a imprensa italiana. Também estão previstas campanhas publicitárias no país para o ano de 2022. 

Comentários