Turismo Cubano Promove A Ilha Em Portugal E Espanha Para Renovar Sua Oferta Pós-Pandemia

Em dois anos de pandemia, Cuba renovou a sua oferta turística em áreas como a tecnologia, hotelaria e transportes, e está pronta para receber turistas em segurança, garantem a embaixadora de Cuba em Portugal e a conselheira de turismo para Península Ibérica. 

Yusmari Diaz Pérez, embaixadora de Cuba em Portugal. (© PressTur)

“Apesar do impacto da pandemia e do reforço do bloqueio econômico, comercial e financeiro, Cuba apostou no seu desenvolvimento. Em primeiro lugar na saúde da nossa população e, até onde pudemos, no desenvolvimento econômico”, afirmou a embaixadora Yusmari Díaz Pérez, numa conferência de imprensa na Embaixada de Cuba em Portugal, Lisboa, na semana passada. 

“Podem ter confiança de que estão seguros em todos os sentidos”, sublinhou a embaixadora, indicando que 94% da população cubana está vacinada contra a covid-19 e 87% já tem as três doses, com vacinas produzidas em Cuba, que “ainda não são reconhecidas pela OMS”. 

As fronteiras reabriram a 15 de novembro e, a partir de abril, está prevista a abertura total, incluindo todos os hotéis, portos e aeroportos. “Estamos reabrindo e a oferecer o melhor que temos, que somos nós próprios, a nossa qualidade, o nosso povo, a tranquilidade e segurança”, enfatizou a embaixadora. 

Yusmari Díaz Pérez destacou que, além da oferta de sol e praia, Cuba está apostando no desenvolvimento de novas propostas de “turismo de saúde, de bem-estar, natureza e patrimônio”, através da melhoria das condições para o investimento estrangeiro e da sua diversificação, para que possa ser aplicado não só em projetos de hotelaria, mas também em parques temáticos e campos de golfe, programas de turismo de incentivos e turismo de saúde. 

Também presente no encontro, a conselheira de turismo de Cuba para Espanha e Portugal, Niurka Perez Denis, destacou que o país, durante a pandemia, apostou no “desenvolvimento de novos investimentos” na área do turismo, incluindo “mais de 4.000 quartos de hotel novos”. 

Alguns exemplos de novos hotéis em Cuba são o Grand Aston, em Havana, e os resorts Iberostar Selection Esmeralda e Valentin Cayo Cruz, ambos em Cayo Cruz, Camaguey. 

Outro exemplo de investimento em renovação é a Plaza América, em Varadero, onde terá lugar a edição deste ano da feira de turismo FIT Cuba, de 3 a 7 de Maio. “Os visitantes vão encontrar uma nova praça, totalmente renovada, além de um boulevard totalmente renovado e novos quartos de hotel”. 

Além disso, “aumentamos o acesso ao wi-fi, que era algo que os nossos visitantes solicitavam. Todos os hotéis de 4 e 5-estrelas e a grande maioria dos 3-estrelas passaram a ter serviço wi-fi em todas as áreas dos hotéis”, acrescentou Niurka Pérez Denis. 

Há também um novo portal - D’Viajeros - que permite aos visitantes introduzir os seus dados antes da viagem para acelerar o processo de entrada no país e aceder aos serviços turísticos e governamentais durante a sua estada. 

A infraestrutura de transportes “também cresceu durante a pandemia, com novas frotas de carros e autocarros, que permitem conectar todo o país”, acrescentou a conselheira de turismo. 

Este verão, Cuba vai receber três voos charter por semana de Lisboa, incluindo um para Cayo Coco (Sonhando SA/euroAtlantic Airways) e dois para Varadero (Newblue/World2Fly e Jolidey/Iberojet). 

“São três voos diferentes para destinos de sol e praia que são muito importantes para nós”, sublinhou a embaixadora, indicando que Portugal foi o 18º mercado emissor de turistas para Cuba em 2021. 

Os operadores turísticos Sonhando e Solférias organizam amanhã em Lisboa uma “Festa cubana” no VIP Executive Art's Hotel, onde vão juntar agentes de viagens e fornecedores como Meliá, Iberostar, Accor, MGM Muthu Hotels, Memories Resorts e Gaviota. 

Comentários