Operadoras Confirmam Retomada Do Turismo E Registram Número Histórico De Embarques Em 2021

Segundo anuário da Braztoa, foram 7,4 milhões de embarques ao longo do ano passado, 14,1% a mais do que em 2019; para Embratur, desafio agora é alcançar novamente os números de turistas estrangeiros que visitaram o país na pré-pandemia 

Um dos setores mais afetados pela pandemia de Covid-19, o turismo começou a dar fortes sinais de recuperação em 2021. Depois de ver o número de passageiros embarcados cair de 6,5 milhões em 2019 para 3,3 milhões em 2020, a Associação Brasileira das Operadores de Turismo (Braztoa) divulgou em seu anuário o balanço do ano passado: foram 7,4 milhões de embarques realizados via compra de pacotes com as empresas associadas, número recorde para o segmento. 

(© Bing Imagens)

Os dados apontam para um crescimento de 124,6% em relação a 2020 e de 14,1% em relação a 2019, último ano sem os efeitos da pandemia. Em relação ao faturamento, as operadoras de turismo ainda buscam repor as perdas. Em 2021, foram R$ 7,1 bilhões, número 44% menor do que o alcançado em 2019 (R$ 15,1 bilhões). A explicação é o grande número de remarcações devido à pandemia, o que justifica a alta nos embarques no período sem a compensação no faturamento. 

Por conta da pandemia, a Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) teve sua função alterada em boa parte do ano passado. Atendendo à Lei 14.002/2020, a Agência virou suas atenções à promoção do turismo interno. Só a partir de julho de 2021 a Embratur retomou sua missão principal, de promover os destinos brasileiros no exterior. 

O desafio agora é reforçar a atração de turistas estrangeiros para alcançar novamente os números pré-pandemia. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o turismo deixou de faturar R$ 214 bilhões em 2021. Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) mostram que 2,55 milhões de passageiros internacionais embarcaram para o Brasil no ano passado, 23% a menos do que em 2020. 

O Presidente da Embratur, Silvio Nascimento, comemora os resultados e ressalta a atuação da Agência na atração de turistas estrangeiros ao Brasil. “A atuação da Embratur na promoção nacional foi um desafio grande e coordenado com o Ministério do Turismo. Ficamos felizes com os resultados alcançados pelo setor, que sofreu duramente os efeitos econômicos da pandemia. Desde julho, nossos esforços estão voltados novamente para a promoção internacional e estamos trabalhando sem parar para que a vinda de turistas estrangeiros siga crescendo e alcancemos resultados positivos o quanto antes”, afirma. 

O Ministro do Turismo, Carlos Brito, reforçou as expectativas positivas para o futuro próximo e destacou o potencial do Brasil para o cenário pós-pandemia. “O governo federal não mediu esforços para salvar o setor turístico e lançou várias ações para diminuir os impactos da pandemia. Agora, estamos vendo uma retomada efetiva e um otimismo de todos”, comentou o ministro. 

Comentários