Air France Lança Novo Programa Sustentável "Air France ACT" Com Estratégia De Redução De CO2

“Air France ACT” elenca prioridades na redução de emissões diretas e indiretas, bem como projetos de absorção de CO2 da atmosfera 

Paris - Como parte de sua contribuição para cumprir os objetivos do Acordo de Paris, que busca limitar o aquecimento global abaixo de +2ºC, a indústria aérea precisa dar um passo a mais em sua transição ambiental. Por este motivo, a Air France está lançando o programa “Air France ACT”, que define a nova estratégia da companhia aérea de redução das emissões de CO2. 

(© Bing Imagens)

A estratégia está baseada em três prioridades:

- Prioritariamente, reduzir as emissões diretas geradas pelas operações da Air France;

- Reduzir emissões indiretas;

- Adicionalmente, apoiar projetos que absorvam CO2 da atmosfera.

O “Air France ACT” incorpora a abordagem transparente, realística e baseada na ciência adotada pela companhia aérea para assegurar sua transição ambiental por meio de ações concretas e mensuráveis. 

Descarbonizar a aviação será difícil e levará tempo. Este processo necessita de grande cooperação entre diferentes stakeholders: fabricantes de aeronaves, fabricantes de motoroes, fornecedores de combustível, aeroporto, controle de tráfego, autoridades públicas, institutos de pesquisa e a academia. 


30% Menos Emissões De CO2 Por Passageiro/Km Até 2030 Comparado A 2019, Ou 12% Menos Emissões Em Termos Absolutos 

A nova trajetória de descarbonização mira uma redução de 30% nas emissões de CO2 por passageiro/km até 2030 comparada a 2019. Este objetivo exclui as ações de compensação, de modo a considerar apenas o que exclusivamente reduz emissões diretas e indiretas. Corresponde a uma redução de 12% nas emissões totais da companhia entre 2019 e 2030, em linha com as mudanças esperadas de atividade, após uma diminuição de 6% alcançada entre 2005 e 2019. 

Esta trajetória é baseada em um método de avaliação científica desenvolvido pela organização independente de referência SBTi (Science-Based Target initiative), para a qual foi submetida. Fundada pelo CDP (Carbon Disclosure Project), o United Nations Global Compact e o World Wildlife Fund, a SBTi tem estabelecido metas de redução de emissões de CO2 para o setor de transporte aéreo compatíveis com o Acordo de Paris, que busca limitar o aquecimento global abaixo de +2ºC. 


Emissões Líquidas Zero Até 2050 

Até 2050, a Air France busca alcançar emissões líquidas zero, ou seja, uma redução drástica em suas emissões de CO2 combinadas com contribuições a projetos que removerão da atmosfera uma quantidade de CO2 equivalente a emissões residuais a cada ano. A companhia aérea está trabalhando para definir uma trajetória precisa e verificável de descarbonização para 2050, baseada em uma série de hipóteses - notadamente considerando uma evolução no tráfego - que podem variar. Portanto, este é um processo que evolui, guiado pela ambição de estar em linha com as melhores práticas científicas, como no caso da trajetória para 2030. 


Cinco Prioridades Para Reduzir E Evitar Emissões De CO2 

Para alcançar estes objetivos, a Air France está ativando todos os mecanismos de descarbonização a sua disposição. 

Renovação de frota com aeronaves de nova geração mais eficientes em consumo de combustível  -Airbus A220, Airbus A350 - emitindo até 25% menos CO2, e uma pegada de ruído, em média, 33% menor. Até 2030, estas aeronaves serão até 70% da frota da Air France comparado aos atuais 7%, devido à política de investimentos de um bilhão de euros por ano entre o momento atual e 2025. 

Uso ampliado de Combustível Sustentável de Aviação (SAF, na sigla em inglês), que reduzirá as emissões de CO2, em média, em 80% sobre o ciclo de vida do combustível, e não criará competição com a produção de alimentos. Desde 2022, e em linha com as regras francesas, a Air France tem incorporado o equivalente a 1% de combustível sustentável de aviação em todos os voos partindo da França. Até 2030, a companhia aérea buscará incorporar ao menos 10% de SAF em todos os seus voos, e 63% em 2050. 

Técnicas de eco-piloting: entre as iniciativas estão o taxiamento usando apenas um dos motores sempre que possível, vias aéreas otimizadas usando inteligência artificial, descida contínua em cooperação com as autoridades de controle de tráfego aéreo. Estas ações, possíveis por conta dos esforços das tripulações da Air France treinadas nestas práticas, reduzem as emissões de CO2 em 2% a 3%, em média, ao longo do ano. 

Introdução de um catering mais responsável para reduzir a pegada de carbono. Em voos e nos lounges, a Air France favorece produtos locais e sazonais sempre que possível. A companhia aérea também oferece aos passageiros uma pré-seleção de pratos antes do voo na Business Class de longa distância, como parte do seu ativo compromisso de reduzir o desperdício de comida. Além disso, até o fim de 2022, a Air France terá eliminado 90% do plástico de uso único comparado a 2018, após ter substituído copos plásticos, talheres e misturadores de bebida por alternativas sustentáveis em 2019. 

Desenvolvimento de transporte intermodal para oferecer alternativas de locomoção de baixo carbono para viagens de curta distância, notadamente reforçando a parceria entre a Air France e a SNCF, empresa de trens da França. 

Ao mesmo tempo, a Air France está mudando, e o comportamento e a relação dos passageiros com as viagens está mudando. Quer pretendam ser mais contidos ao viajar menos frequentemente e permanecer por longos períodos de tempo em um local combinando negócios e lazer, a Air France está comprometida a apoiar os viajantes, ao dar-lhes os meios para agir a seu próprio modo, com destaque para o investimento em seu programa de combustível sustentável de aviação para além das exigências regulatórias. 

Para apresentar a estratégia ambiental da Air France e todos os seus compromissos em detalhes, a companhia lançou uma campanha em vídeo e um website dedicado direcionado ao público em geral, disponível em francês e em inglês. 

Veja o video, abaixo:

Comentários