Boas Práticas Empresariais Fazem MaxMilhas Receber Alta Classificação Em Pesquisa De Marcas Humanizadas

Nota obtida no rating Melhores para o Brasil reforça o propósito da travel tech de gerar impacto social 

Não é de hoje que viajar deixou de representar somente um momento de lazer na vida das pessoas. Mais do que conhecer lugares, as viagens passam a significar a construção de novos momentos, a valorização da conexão com os espaços e do cuidado com a saúde, especialmente mental, busca que se intensificou com os períodos de isolamento durante a pandemia da Covid-19. As empresas de viagens e turismo também assumem um papel importante nessa jornada, que vai além de apenas oferecer preços competitivos. É preciso pensar em todas as relações envolvidas no processo: consumidor final, colaboradores, sociedade e meio ambiente.

(© Bing Imagens)

Afinal, conforme dados do Instituto Eldeman, 9 em cada 10 cidadãos brasileiros esperam que as lideranças - e suas respectivas organizações - tenham uma atitude mais consciente, ética, transparente e sustentável. 

Criar relações saudáveis e agregar valor ao turismo vem sendo uma busca constante ao longo dos 9 anos de história da MaxMilhas, travel tech que oferece descontos e opções inteligentes em passagens aéreas, hotéis e pacotes de viagem. E o resultado disso foi mostrado pela 3ª edição da Pesquisa Melhores para o Brasil, que avalia as relações de organizações com seus múltiplos stakeholders. O levantamento é realizado pela startup de inteligência de dados Humanizadas.

Organizações de vários portes e segmentos fazem parte da pesquisa. Algumas delas são ClearSale, Magalu, Reserva, Grupo Jacto, Elo7 e Creditas.

Para a Coordenadora de Clima e Cultura da MaxMilhas, Thalita Machado, “a pesquisa da Humanizadas vem para validar o trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo da história da MaxMilhas. É uma confirmação de que estamos inseridos no capitalismo consciente, isto é, prezamos pela boa interação com a comunidade, sociedade e o meio ambiente por meio dos nossos serviços."

Esta é a segunda vez que a MaxMilhas participa do estudo. Na primeira participação, ela obteve classificação B, agora, está na BBB, escala de qualidade alta. Com isso, a travel tech é considerada pela pesquisa uma empresa que tem boa reputação de marca, cultura consciente e propósito maior. Na prática, isso quer dizer que o trabalho da travel tech agrega valor a todos os envolvidos com a empresa.

Além disso, por meio da uma cultura forte, da capacidade de aprender e da boa liderança, a MaxMilhas promove ações internas e externas para estimular a diversidade e a inclusão, principalmente. É o caso da criação do coletivo Brigada MaxMinas, voltado para acolher mulheres em situação de violência, que deu origem à cartilha “Por Uma Vida Livre de Violências”. A MaxMilhas também já lançou o Guia LGBTQIAP+ e a cartilha do NEM - Negritude Em Movimento.

"Quando propomos que as pessoas viajem melhor, estamos falando não somente de bons momentos de lazer, mas também pensando em como as viagens, independentemente do objetivo, podem transformar a vida das pessoas e qual o impacto disso para todo o ecossistema”, destaca Thalita.

A ideia de participar da pesquisa partiu do time de Gente & Gestão da MaxMilhas como uma forma de mensurar não somente a percepção interna da empresa, mas também para entender seu impacto diante de todos os stakeholders, isto é, colaboradores, líderes, clientes, parceiros, investidores, sociedade e meio ambiente.

Vale ressaltar que a MaxMilhas já vem consolidando seu trabalho de marca ano a ano e obtendo reconhecimentos por isso. Em 2021, a empresa fechou o ano certificada, pela 4ª vez consecutiva, pelo Great Place To Work como uma das Melhores Empresa para se Trabalhar em Minas Gerais. No ranking nacional, a travel tech apareceu nas classificações de Melhor Empresa para se Trabalhar em Hotelaria e Turismo e Melhor Empresa para se Trabalhar em TI. Durante sua trajetória, a travel tech integrou o programa da Endeavor (2017), foi eleita Startup do Ano pelo Startup Awards (2017), entrou no ranking das revistas Época Negócios e PEGN das "100 Startups Brasileiras para Ficar de Olho” (2018) e conquistou o Prêmio E-Commerce Brasil de Inovação (2018).

“Aumentar nossa classificação no rating é motivo de muito orgulho, afinal, não é um trabalho de curto prazo. No primeiro ano em que participamos da pesquisa da Humanizadas, estávamos no auge da pandemia da Covid-19, com o mercado do turismo parado. Vivemos um momento de desestruturação na MaxMilhas, mas com agilidade e alta capacidade de se adaptar ao cenário, conseguimos retomar o crescimento. O resultado, referente ao que foi desenvolvido em 2021, mostra que a MaxMilhas não perdeu a referência em termos de marca e cultura. Agora, estamos estruturando um plano de ação para atuar nos pontos de melhoria”, finaliza Thalita Machado.

Comentários