Destaque Da Semana

Temporada Brasileira De Cruzeiros 21-22 Já Embarcou Mais De 50k Cruzeiristas

Depois de pouco mais de 30 dias do seu início, no dia 5 de novembro, em Santos, a temporada brasileira de cruzeiros já contabiliza mais de 50 mil cruzeiristas embarcados em roteiros feitos pelo Costa Fascinosa, MSC Preziosa e MSC Seaside, três das cinco embarcações que navegarão por águas nacionais até abril de 2022.

Entre os destinos de embarque e desembarque, o Rio de Janeiro estreou na temporada no último sábado, 4 de dezembro. No dia 7, foi a vez de Salvador receber sua primeira embarcação, seguida de Maceió que, no dia 8, também fez sua estreia com os cruzeiristas já podendo desembarcar no novo Terminal de Passageiros do Porto da cidade.

No dia 19 de dezembro, será a vez do MSC Splendida, que iniciará as suas viagens com cruzeiros de sete noites partindo de Santos e visitando Porto Belo, Balneário Camboriú, Ilhabela e Cabo Frio. O último navio a chegar no Brasil será o Costa Diadema, que iniciará no dia 20 de dezembro um roteiro de sete noites, saindo de Santos.

Angra dos Reis, Balneário Camboriú, Búzios, Cabo Frio, Fortaleza, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Itajaí, Maceió e Porto Belo fazem parte da lista de destinos de escalas da temporada, alguns com estreia marcada para os próximos dias.

Com 106 roteiros e 409 escalas, a expectativa é de que a temporada brasileira de cruzeiros traga um impacto de R$ 1,7 bilhão na economia nacional, além da geração de 24 mil empregos.

Os protocolos do setor, criados por médicos, cientistas e especialistas e aprovados pela Anvisa seguem vigentes. Entre os principais pilares dos procedimentos sanitários, que estão aptos a possíveis ajustes de acordo com o cenário pandêmico, estão:

• Vacinação completa obrigatória para hóspedes e tripulantes (elegíveis dentro do Plano Nacional de Imunização)

• Testagem pré-embarque (PCR até três dias antes ou Antígeno até um dia antes da viagem)

• Testagem frequente de, no mínimo, 10% das pessoas embarcadas e tripulantes

• Ocupação máxima de 75% da capacidade da embarcação

• Distanciamento de 1,5 m entre grupos

• Uso obrigatório de máscaras

• Preenchimento de formulário de saúde pessoal (DSV – Declaração de Saúde do Viajante)

• Ar fresco sem recirculação, desinfecção e higienização constantes

• Plano de contingência com corpo médico especialmente treinado e estrutura com todos os modernos recursos para atendimento dos hóspedes e tripulantes.

• Medidas de rastreabilidade e comunicação diária com a ANVISA, Municípios e Estados.

• Excursões e visitas em terra estão autorizadas e seguirão os protocolos das Companhias Marítimas e dos municípios, para que as pessoas possam desfrutar ao máximo do lazer com segurança. Quando realizadas pelas armadoras, deverão ser supervisionadas por funcionários treinados.

Atualmente, 4,9 milhões de pessoas, em quase 300 navios, já voltaram a navegar em dezenas de países, desde que os cruzeiros retomaram suas operações com sucesso. As projeções mostram que, até o final do ano, 80% da capacidade da frota global estará em operação, de acordo com um levantamento da CLIA Global (Cruise Lines International Association).

“Nossa indústria continua seu trabalho sempre priorizando a saúde e a segurança dos hóspedes, tripulantes e das cidades visitadas e o compliance. A cada nova embarcação que chega ao Brasil ou roteiro que é realizado, milhares de pessoas, muitos destinos e toda a enorme cadeia que o nosso setor engloba é positivamente impactada O número de cruzeiristas embarcados na temporada cresce a cada dia e isso mostra que estamos preparados para navegar e para oferecer experiências únicas, como sempre”, enfatiza Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil.

Comentários