Destaque Da Semana

National Geographic Anuncia Lista De Destinos Para 2022 Em 5 Categorias

Washington, EUA - A National Geographic acaba de anunciar sua lista anual de destinos imperdíveis para o próximo ano, destacando lugares, comunidades e experiências inspiradoras. Por meio dessa lista, a National Geographic repensa o que significa ser um viajante e o impacto das decisões durante a viagem, além de estar comprometida com as histórias e diversidade das comunidades e pessoas que a habitam.

Parque Nacional Yasuni, Equador. (Alamy Stock Photo © Dukas Presseagentur)

A seleção de 2022 possui cinco categorias: Cultura, Sustentabilidade, Natureza, Aventura e Família, e presta homenagem à parques nacionais e vida selvagem, experiências e atividades ao ar livre, viagens e destinos ecológicos e multigeracionais.

Do "próximo grande destino de safári" na Faixa de Caprivi (Namíbia) e do Blackwater National Wildlife Refuge na costa leste de Maryland (EUA), às antigas Tea Mountains e às tradições de Yunnan (China), a lista deste ano é um lembrete de que ainda existem muitas coisas que podem nos inspirar.

Além disso, a seleção de destinos comemora o 50º aniversário da Convenção do Patrimônio Mundial da UNESCO, incluindo 10 locais designados como Patrimônio Mundial por essa organização.

“Embora a pandemia tenha atrasado muitos de nossos planos de viagem por quase dois anos, nossa sede de conhecer novos lugares e fazer viagens que nos impactem só aumentou. De muitas maneiras, o contexto atual deu aos viajantes e comunidades ao redor do mundo um momento para refletir e reorganizar sobre como exploramos o mundo”, disse George Stone, Editor Executivo da National Geographic Travel. “Com a lista deste ano, a National Geographic explora o que é diferente, novo e inspirador, desde a nova ciclovia do Rio Sena na França ao Parque Nacional de Chimanimani, um novo parque nacional em Moçambique que é um sinal do compromisso do país com o meio ambiente. Estamos entusiasmados em compartilhar esses lugares extraordinários que definirão nossos próximos roteiros.”

A lista foi criada, pesquisada e escrita em colaboração com as equipes editoriais da National Geographic Traveler, e está disponível no link a seguir com fotos e mais informações sobre cada destino:  https://www.nationalgeographicbrasil.com/viagem/2021/11/os-melhores-destinos-do-mundo-em-2022.

Lista “Melhores destinos do mundo de 2022”

Categoria: CULTURA

- Monte Jingmai (Yunnan, China) | Indicado por National Geographic Traveler China* 

- Tin Pan Alley (Londres, Inglaterra)

- Hokkaido (Japão)*

- Prócida (Itália)

- Atlanta (Georgia, Estados Unidos) 


Categoria: SUSTENTABILIDADE

- Parque Nacional Yasuni (Equador) | Indicado por National Geographic Traveler Latin America*

- Región del Ruhr (Alemanha) | Indicadopor National Geographic Traveler Germany

- Lodz (Polônia) | Indicado por National Geographic Traveler Poland* 

- Área Panorâmica Nacional da Garganta do Rio Columbia (Oregón e Washington, Estados Unidos)

- Parque Nacional Chimanimani (Moçambique)


Categoria: NATUREZA

- Reserva Florestal Maya de Belize

- Franja de Caprivi, Namibia | Indicado por National Geographic Traveler Italy

- Norte de Minnesota (Estados Unidos)

- Lago Baikal (Rússia) | Indicado por National Geographic Traveler Russia* 

- Victoria (Austrália) | Indicado por National Geographic Traveller U.K.


Categoria: AVENTURA

- Costa Rica | Indicado por National Geographic Traveler Korea

- Bicisenda del rio Sena (França) | Indicado por National Geographic Traveler France

- Sendero Micmac do Rio Nepisiguit (New Brunswick, Canadá)

- Palaos | Indicado por National Geographic Traveller Índia* 

- Arapahoe Basin (Colorado, Estados Unidos)


Categoria: FAMÍLIA

- Cruzeiro no rio Danúbio | Indicado por National Geographic Traveler Romania*

- Licia (Turquia) | Indicado por National Geographic Traveler Turkey* 

- Granada (Espanha) | Indicado por Viagens National Geographic* 

- Bonaire | Indicado por National Geographic Traveler Netherlands* 

- Eastern Shore (Maryland, Estados Unidos)

*Patrimônio Mundial da UNESCO

Comentários