Destaque Da Semana

Booking: Otimismo, Flexibilidade E Novas Conexões Para As Viagens Em 2022

Temporada Brasileira De Cruzeiros 21-22 Retoma Operações Em 5 De Novembro

Com protocolos definidos e publicados pela Anvisa, com aprovação unânime da sua diretoria nesta sexta-feira (29), a Temporada Brasileira de Cruzeiros 2021/2022 começa no dia 5 de novembro, com o MSC Preziosa estreando em águas nacionais, saindo de Santos.

Costa Fascinosa, Costa Smeralda, MSC Preziosa, MSC Seaside e MSC Splendida compõem as cinco embarcações confirmadas para esta temporada, responsáveis por ofertar cerca de 386 mil leitos, com 107 roteiros e 392 escalas em destinos nacionais muito queridos e procurados pelos brasileiros, como Rio de Janeiro, Santos, Salvador, Angra dos Reis, Balneário Camboriú, Búzios, Cabo Frio, Fortaleza, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Itajaí, Maceió, Porto Belo e Ubatuba.

“Para a indústria de cruzeiros, a saúde e a segurança dos hóspedes, tripulantes e das cidades visitadas e o compliance sempre estarão em primeiro lugar e foi justamente por isso que trabalhamos em estreita colaboração com as autoridades responsáveis. Estamos prontos para navegar e muito felizes de acompanhar o retorno dos cruzeiros ao Brasil, tanto pela importância do nosso setor para a economia e para a geração de empregos, quanto  pela oportunidade de oferecer as mesmas experiências únicas e memoráveis que as pessoas apaixonadas por cruzeiros estão acostumadas a vivenciar, e para tantas outras que viverão esses momentos pela primeira vez”, disse Marco Ferraz, Presidente da CLIA Brasil.

Foram meses de deliberações e apresentações detalhadas dos protocolos de segurança, criados por médicos, cientistas e especialistas, que já foram implementados pela CLIA e pelo setor de Cruzeiros ao redor do mundo e que levaram à aprovação dos Ministérios da Saúde, Justiça, Infraestrutura, Turismo, Casa Civil e a Embratur, no início de outubro.

Entre os principais pilares dos procedimentos sanitários detalhados e publicados pela ANVISA, e que estão aptos a possíveis ajustes de acordo com o cenário pandêmico, estão:

• Vacinação completa obrigatória para hóspedes e tripulantes (elegíveis dentro do Plano Nacional de Imunização)

• Testagem pré-embarque (PCR até três dias antes ou Antígeno até um dia antes da viagem)

• Testagem frequente de, no mínimo, 10% das pessoas embarcadas e tripulantes

• Ocupação máxima de 75% da capacidade da embarcação

• Distanciamento de 1,5m entre grupos

• Uso obrigatório de máscaras

• Preenchimento de formulário de saúde pessoal (DSV – Declaração de Saúde do Viajante)

• Ar fresco sem recirculação, desinfecção e higienização constantes

• Plano de contingência com corpo médico especialmente treinado e estrutura com todos os modernos recursos para atendimento dos hóspedes e tripulantes.

• Medidas de rastreabilidade e comunicação diária com a ANVISA, Municípios e Estados.

• Excursões e visitas em terra estão autorizadas e seguirão os protocolos das Companhias Marítimas e dos municípios, para que as pessoas possam desfrutar ao máximo do lazer com segurança. Quando realizadas pelas armadoras, deverão ser supervisionadas por funcionários treinados.

Atualmente, cerca de 3 milhões de pessoas, em mais de 200 navios, já voltaram a navegar em cerca de 50 países, desde que os cruzeiros retomaram suas operações com sucesso. As projeções são animadoras e mostram que, até o final do ano, 80% da capacidade da frota global estará em operação, de acordo com um levantamento da CLIA Global (Cruise Lines International Association).

“Reforçamos nossos agradecimentos por todo trabalho e empenho dos Ministérios da Saúde, Justiça, Infraestrutura, Turismo e Casa Civil, à Embratur, à Anvisa, à Antac, além do apoio e parceria de todos os estados e municípios que fazem parte da temporada. Agradecemos, também, aos Vereadores, Deputados Estaduais e Federais, Senadores, sindicatos, associações de classe, agentes de viagens, operadores, tripulantes, Portos e Terminais de Passageiros, associados e equipe CLIA Brasil, e toda a comunidade que sempre colabora com a nossa Indústria”, finalizou Marco Ferraz.

A CLIA Brasil continua trabalhando pela aprovação dos cruzeiros internacionais e está confiante de que uma solução positiva seja definida em breve, garantindo que cruzeiristas tenham à sua disposição os roteiros pela América do Sul e que os estrangeiros possam visitar o Brasil por via marítima e fluvial.

Todos os detalhes, como embarcações, fotos, roteiros, escalas, estudos e impactos econômicos podem ser acessados no “Guia CLIA Brasil Temporada 2021/2022”, site informativo e ilustrado que dá acesso às páginas oficiais de cada uma das cidades e companhias citadas, que está hospedado no site da entidade.