Destaque Da Semana

Booking: Otimismo, Flexibilidade E Novas Conexões Para As Viagens Em 2022

Air France-KLM Assina Compromisso Acelerador Da Transição Ambiental Do Acordo De Paris

Grupo compromete-se com metas adicionais de redução de CO2 para 2035; objetivos serão submetidos à iniciativa Science-Based Targets para validação

Paris - O Grupo Air France-KLM e suas companhias aéreas continuam seus esforços para reduzir a pegada ambiental como parte de uma abordagem transparente e responsável aos desafios do aquecimento global. Hoje, o grupo compromete-se em ter suas metas de emissões de CO2 validadas pela organização independente de referência Science-Based Targets (SBTi), fundada pelo Carbon Disclosure Project (CDP), o United Nations Global Compact e o World Wildlife Fund (WWF). A SBTi avalia e checa as metas de redução de emissões de CO2 de companhias aérea com base em uma abordagem científica e criteriosa, assegurando que os objetivos estejam em linha com o Acordo de Paris.

A carta de compromisso assinada durante esta semana com a SBTi coloca o Grupo Air France-KLM e suas companhias aéreas na trajetória determinada pelo acordo, que busca limitar o aquecimento global abaixo de 2ºC. A Air France-KLM é um dos primeiros grupos europeus de companhias aéreas a ter sua trajetória de descarbonização validada pela SBTi.

Este novo e importante passo na estratégia de descarbonização do grupo vem em adição aos objetivos de emissões líquidas zero em 2050.

"A emergência climática é, sem dúvidas, o maior desafio que nossa indústria enfrenta atualmente. Todos os colaboradores do grupo e suas companhias aéreas vêm trabalhando há muitos anos para reduzir sua pegada ambiental, mas agora nós precisamos acelerar nossa transição para um transporte aéreo mais sustentável. O compromisso com a SBTi ilustra nossa determinação para alcançar isso, ao colocar nossa trajetória de redução de emissões dentro de uma estrutura exigente e cientificamente indiscutível. Nós estamos assinando este compromisso porque nós confiamos na nossa habilidade de fazer essa transição de modo coletivo, junto a nossas pessoas, a nossos clientes e a todos os nossos parceiros", disse Benjamin Smith, CEO do Grupo Air France-KLM.

A trajetória de descarbonização do Grupo Air France-KLM está baseada, principalmente, em:

• Um ambicioso plano para renovar a frota das companhias aéreas do grupo com uma nova geração de aeronaves que emitem de 20% a 25% menos CO2. Entre 2019 e 2021, o grupo investiu 2,5 bilhões de euros em renovação de frota.

• O uso do Combustível Sustentável de Aviação (Sustainable Aviation Fuel, ou SAF, em inglês). Esses combustíveis não-fósseis são produzidos a partir de descarte doméstico ou industrial em uma economia circular, e não competem com a cadeia de alimentação humana. A Air France e a KLM têm sido pioneiras no uso destes combustíveis, que desempenham um papel chave na descarbonização do transporte aéreo, ao reduzirem as emissões de gás de efeito estufa, em média, em 80% ao longo de toda a sua vida útil. Atualmente, o grupo está trabalhando para tornar esses combustíveis mais acessíveis em termos de quantidade e preço ao criar uma verdadeira indústria de aviação sustentável na Europa.

• A busca por maior eficiência em suas operações, ao favorecer mais rotas diretas e aplicando procedimentos que limitam o consumo de combustível (aeronaves mais leves, táxi com apenas um motor, descida contínua). A Air France e a KLM estabeleceram a meta de terem operações de solo neutras em carbono em 2030.

Adicionalmente, a Air France-KLM está mobilizando todo o setor e está comprometida a desenvolver soluções inovadores para design e manutenção de aeronaves, motores ou combustíveis sintéticos, que gradualmente levarão a uma aviação totalmente neutra em carbono.