Destaque Da Semana

AENA Participa De Pesquisas Para Proteger Aeroportos De Incursões De Drones

 • Um novo projeto de pesquisa SESAR JU Horizonte 2020, ASPRID, está analisando formas inovadoras de proteger os aeroportos de incursões de drones.

• O projeto de 2 anos irá preparar o terreno para o futuro desenvolvimento de tecnologias que abordam incursões de drones e seu impacto nas operações aeroportuárias.

• O projeto reúne o conhecimento e os recursos de 7 entidades europeias de diferentes setores: aeroportos, pesquisa, tecnologias de inovação, drone operações, TI, segurança e proteção.

• Este projeto recebeu financiamento da Empresa Comum SESAR ao abrigo o programa de pesquisa e inovação Horizonte 2020 da União Europeia ao abrigo da convenção de subvenção n.º 892036.

A Aena participa de um consórcio que foi selecionado para realizar um R Projeto + D + i, denominado ASPRID (Airport System PRotection from Intruding Drones), no âmbito do Horizonte 2020 da União Europeia, que estuda formas inovadoras de proteger os aeroportos de incursões de drones.

(Divulgação)

Pesquisa e desenvolvimento estão em andamento em uma ampla gama de sistemas que são capazes de impedir os chamados voos de drones desonestos sobre áreas não autorizadas detectando e neutralizando drones. Embora inovadores, estas soluções não são necessariamente interoperáveis ​​ou personalizadas com estes ambientes aeroportuários em mente. Os parceiros no ASPRID pretendem desenvolver um conceito operacional orientado para serviços e arquitetura de sistema para proteger as operações aeroportuárias de drones indesejados.

Para isso, o projeto analisará aeronaves e aeroporto (pista e solo) operações para identificar possíveis vulnerabilidades. Com isso, o projeto visa identificar possíveis tecnologias, procedimentos e regulamentos que podem ajudar em uma melhor proteção contra incursões de drones e/ou pode ajudá-los a se recuperar de quaisquer interrupções da maneira mais rápida e eficiente possível. Ao fazer isso, o projeto propõe uma abordagem mais integrada e coordenada para lidar com incursões de drones.

O benefício de ter uma abordagem integrada para lidar com drones de incursões são múltiplas:

• Aumento da eficiência operacional e de custos do aeroporto, gerenciando o fluxo operacional e minimizando o custo de interrupções em caso de intrusões de drones.

• Maior segurança e proteção, aumentando a conscientização sobre ameaças e prevenir/mitigar seus efeitos.

• Viabilizar o meio ambiente e a economia, promovendo o seguro e protegido uso de drones para serviços aeroportuários e surgimento de novo mercado de oportunidades relacionadas a drones e sistemas de proteção aeroportuária de drones.

• Regulamentação: apoiando drone e espaço U com a definição de características para zonas onde drones (não) podem voar sob quaisquer circunstâncias ou restrições devido ao risco para o aeroporto em termos de proteção e segurança.


O Consórcio

ASPRID será realizado por 7 entidades europeias da Espanha, Itália e França. Essas entidades são especialistas nos diferentes setores envolvidos no projeto: aeroportos, pesquisa, tecnologias de inovação, operações de drones, TI, segurança e proteção:

• Aena SME SA

• Laboratório Aeroespacial de Componentes Inovadores (ALI Scarl)

• Centro Italiano Ricerche Aerospaziali (CIRA)

• ENAIRE

• Instituto Nacional de Técnica Aeroespacial (INTA)

• Office National d'Etudes et de Recherches Aérospatiales (ONERA)

• SoulSoftware SRL