Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

Covid-19: Tunísia E Jordânia Ganham Selo De Destino Seguro

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) criou um selo para designar destinos turísticos considerados seguros em função dos seus protocolos de saúde e higiene contra o coronavírus. O emirado de Ras Al Khaimah também recebeu a certificação

A Jordânia, a Tunísia e o emirado de Ras Al Khaimah, nos Emirados Árabes Unidos receberam neste mês um selo de viagens seguras do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC). A entidade representa o setor privado global de viagens e turismo e projetou o selo Safe Travels para permitir que os viajantes identifiquem destinos e empresas em todo o mundo que adotaram seus protocolos padronizados globais de saúde e higiene.

Petra, na Jordânia, vazia por causa da pandemia de coronavírus. (ANBA)

A Global Vision Access (GVA), empresa de comunicação e marketing do Escritório de Turismo da Jordânia no Brasil, informou à ANBA que o país está seguindo um modelo de reabertura de estabelecimentos em cinco fases, que varia entre risco crítico e risco baixo. Neste momento o país já se encontra na quarta fase, de risco moderado, o que significa que grande parte de suas atividades econômicas e sociais já estão funcionando, como restaurantes, hotéis, turismo doméstico, eventos esportivos sem espectadores, atividades administrativas, informou a GVA. Ainda não há, no entanto, previsão para abertura ao turismo internacional.

Segundo reportagem do portal do Arab News, quem entra na Jordânia, hoje, precisa fazer quarentena de 14 dias em hotéis designados pelas autoridades locais e outros 14 dias por conta própria. Segundo a WTTC, desde o lançamento, outros países como Turquia e Egito também adotaram os novos protocolos. “O selo é fundamental para restabelecer a confiança do consumidor em viagens e turismo e garantir que os viajantes possam ter certeza de que padrões de higiene aprimorados estão em vigor e que poderão fazer mais uma vez viagens seguras”, declarou em nota Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC.

Para Raki Phillips, CEO da Autoridade de Desenvolvimento do Turismo de Ras Al Khaimah, os protocolos e o selo representam os esforços para revitalizar o setor durante e após a pandemia da covid-19. “Com todas essas medidas, estamos testemunhando um aumento nas viagens domésticas e os preparativos estão em andamento para dar boas-vindas aos mercados internacionais à medida que os corredores de viagem se abrirem”, disse Phillips, também em texto emitido pelo conselho.

De acordo com o Relatório de Impacto Econômico 2020 do WTTC, durante 2019, o turismo foi responsável por um em cada 10 empregos no mundo, contribuindo com 10,3% para o PIB global, e gerando um em cada quatro de todos os novos empregos.

Fonte: ANBA

Comentários