Destaque Da Semana

IAG Relata Prejuízo Operacional De € 1,3 Bilhão No 4º Trimestre

Ryanair Apela À UE Para Bloquear € 3,4 Bilhões De Auxílio Estatal Ilegal À KLM

A Ryanair hoje (26 de junho) pediu à Comissão da UE que bloqueie o mais recente auxílio estatal ilegal de € 3,4 bilhões para a companhia aérea holandesa KLM, o que equivale a um subsídio de € 200 em nome de todos os homens, mulheres e crianças da Holanda.

Arquivo/BTS.news

O governo holandês é ótimo em pregar o conservadorismo fiscal para outros países da UE, mas quando se trata de resgatar companhias aéreas de bandeira, eles escrevem cheques de subsídios ainda mais rápido do que Merkel.

O CEO da Ryanair Group, Michael O'Leary, disse:

“16 anos após a aquisição da KLM pela Air France, todos os cidadãos holandeses agora precisam pagar € 200 cada para criar a Air France-KLM, enquanto cada cidadão francês pagará apenas um subsídio de € 100. Este é um péssimo acordo para a “nação comercial”, que gosta de dar palestras a outros países da UE sobre regras fiscais, mas não tem problemas em quebrá-las quando se trata de subsidiar a KLM. Esse subsídio do governo holandês também é uma má notícia para a concorrência e os interesses dos consumidores, pois atrasará ainda mais as reformas necessárias na inchada Air France-KLM. Por esse subsídio de € 200 da KLM, todo homem, mulher e criança holandês poderia comprar 5 vôos com a Ryanair, em vez de pagar pelo fracasso e ineficiência da Air France-KLM."

O´Leary ainda comentou: "Apelamos à Comissão Europeia para bloquear esse doping de subsídios à KLM, o que reduzirá ainda mais a concorrência e a escolha do consumidor nos mercados holandês, e francês.”


Banner 3