Destaque Da Semana

Covid-19: Air France-KLM Torna Obrigatório O Uso De Máscaras A Bordo

Medidas implementadas são baseadas em diretrizes nacionais (francesas e holandesas) e internacionais (OMS, IATA), e estão de acordo com as leis e regulamentos internacionais

De acordo com as instruções nacionais (francesas e holandesas) e internacionais (OMS, IATA), e em conformidade com as leis e regulamentos internacionais, a Air France e a KLM solicitarão que seus passageiros usem máscara durante suas viagens - a bordo e durante o embarque - a partir de 11 de maio de 2020. A medida se aplica não somente aos vôos saindo da França e da Holanda, mas também dos demais países para onde as companhias seguem operando. O Brasil segue com operações semanais para Paris e Amsterdã, partindo do Rio de Janeiro e São Paulo.


Os passageiros serão notificados da medida por todos os canais de comunicação (e-mail, SMS, websites, pré-viagem e check-in online) antes da partida do voo, e serão solicitados a garantir que possuam uma ou mais máscaras para a viagem.

Desde o início do surto de Covid-19, o Grupo Air France-KLM introduziu muitas medidas em torno de triagem e higiene para proteger passageiros, e funcionários das companhias aéreas, a bordo, e nos aeroportos. As políticas implementadas são baseadas em diretrizes nacionais (francesas e holandesas) e internacionais (OMS, IATA) e estão em conformidade com as leis e regulamentos internacionais - onde em situações em que o distanciamento social não pode ser garantido, o uso de máscaras será recomendado ou tornado obrigatório. Alguns destinos já exigem que máscaras sejam usadas a bordo de vôos.

Tal medida é adicional às políticas já implementadas pela Air France e seus parceiros em resposta à crise de saúde COVID-19, que incluem:
  • O uso obrigatório de máscaras para todos os membros da tripulação e agentes de solo em contato com os passageiros;
  • A modificação dos canais do atendimento em terra, com a implementação do distanciamento físico ao longo da jornada do cliente no aeroporto e a instalação de telas de proteção de acrílico nos aeroportos sempre que possível;
  • A implementação do distanciamento físico a bordo, sempre que possível. Na maioria dos vôos, os fatores atuais de baixa ocupação possibilitam separar os clientes conforme necessário. Nos casos em que isso não for possível, exigir que todos os passageiros e tripulantes usem máscaras garante proteção adequada à saúde;
  • O reforço dos procedimentos diários de limpeza de aeronaves, com a desinfecção de todas as superfícies em contato com clientes, como apoios de braços, mesas e telas;
  • A introdução de um procedimento específico para as aeronaves de desinfecção periódicas por pulverização de um produto virucida aprovado, válido por 10 dias;
  • Adaptação do serviço de bordo para limitar a interação entre clientes e membros da tripulação.Em voos domésticos e voos curtos na Europa, os serviços de refeições e bebidas foram suspensos. Em vôos de longa distância, o serviço de cabine é limitado, e a preferência é dada aos produtos embalados individualmente.
Além disso, o ar na cabine é renovado a cada 3 minutos. O sistema de reciclagem de ar a bordo de aeronaves da Air France e da KLM está equipado com filtros "High Efficiency Particulate Air"’ ou HEPA, idênticos aos usados ​​nas salas de operações de hospitais. Esses filtros extraem mais de 99,99% dos menores vírus, incluindo aqueles com tamanho não superior a 0,01 micrômetros, garantindo assim que o ar da cabine esteja em conformidade com os padrões de qualidade. Os vírus do tipo coronavírus, variando em tamanho de 0,08 a 0,16 micrômetros, são filtrados pelos HEPA.

A Air France e a KLM lembram aos passageiros que a saúde e a segurança de seus clientes e funcionários são as prioridades absolutas. Todas as equipes das companhias aéreas são totalmente mobilizadas para garantir os mais altos níveis de saúde e segurança para seus clientes, para que viajem com total confiança.

Em vista da natureza mutável dos regulamentos e da legislação, até segunda ordem as máscaras faciais permanecerão obrigatórias até 31 de agosto de 2020 em vôos da KLM.


Air France-KLM Continua Operando Entre O Brasil E A Europa

A atual crise do Covid-19 forçou as companhias aéreas a reduzir a programação de vôos global em até 95%. Em circunstâncias tão excepcionais como a que está sendo presenciado, e apesar do impacto econômico causado por esta crise, as companhias aéreas seguem operando rotas estratégicas pelo mundo, entre elas as da Air France, de Paris ao Rio de Janeiro (uma vez por semana) e São Paulo (três vezes por semana), e da KLM, de Amsterdã para São Paulo (dois vôos semanais).

Os objetivos principais são a repatriação de cidadãos e o transporte de cargas essenciais. As companhias aéreas seguem trabalhando com as autoridades para adaptar sua programação de vôos em tempo real, em um cenário de evolução rápida.