Embratur, GRU Airport E Condor Debatem Retorno De Voos Alemanha-Brasil

Brasil flexibiliza regras para entrada de turistas internacionais 

Brasília - A malha aérea internacional do Brasil mantém viés de alta em 2022 - atingiu em agosto 80,71% da capacidade demonstrada em 2019 - e a Embratur segue trabalhando para ampliar a conectividade do país com o mundo. Nesta quinta-feira (15/08), a Agência se reuniu com a companhia aérea alemã Condor para alinhar a retomada da operação da companhia aérea no território nacional com voos Alemanha-Brasil, que estão suspensos desde 2019. 

(© Bing Imagens)

O encontro, por videoconferência, contou também com a participação de membros do Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU Airport), um dos principais hub´s da América Latina. 

Durante a reunião, a Diretora de Marketing, Inteligência e Comunicação da Embratur, Karisa Nogueira, pontuou o interesse da Agência em cooperar com a companhia aérea e detalhou a importância da Alemanha para o turismo brasileiro - historicamente, é o segundo país europeu a enviar mais viajantes ao Brasil, atrás de Portugal. 

O Gerente de Novos Mercados da Condor, Oliver Feess, se disse entusiasmado com a possibilidade de retornar as operações no Brasil. De acordo com ele, a companhia aérea planeja encerrar o planejamento para a temporada 2023 nas próximas semanas e o Brasil é um dos destinos cotados.
 

Mais Conectividade 

Na última quarta-feira, a Embratur marcou presença em evento que oficializou a ampliação da operação da JetSmart no Brasil. Em cerimônia realizada no Rio de Janeiro, a companhia aérea anunciou que vai iniciar, em dezembro deste ano, voos diretos entre a cidade brasileira e Santiago, no Chile, e Buenos Aires, na Argentina. 

De acordo com a JetSMART, em apenas 15 dias, cerca de oito mil passagens já foram compradas para as duas novas rotas, configurando o melhor lançamento de rota internacional da JetSmart nos últimos cinco anos. 

Já no mês passado, a Agência se reuniu com membros do Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU Airport) e a companhia aérea low cost europeia, Virgin Atlantic. Em junho, durante a Fiexpo Latin America, realizada no Panamá, a Embratur participou de reunião com a Copa Airlines. Após o encontro, a companhia aérea confirmou novas rotas para Porto Alegre, Manaus, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo até o fim de 2022.


Flexibilização 

O governo brasileiro tem adotado medidas que vão alavancar ainda mais a atração de turistas estrangeiros para o país. Foi pulicada, no dia 12 de setembro, a Portaria Interministerial nº. 678 que flexibilizou as regras para estrangeiros que desembarcam no Brasil. A partir de agora, será exigido apenas o comprovante de vacinação ou testes para a detecção de Covid feitos até 72 horas antes do embarque, incluindo não vacinados. 

Antes, era obrigação de todo viajante apresentar o comprovante de vacinação antes de embarcar para o Brasil - exceto passageiros que tivessem contraindicação médica. Essa mudança permite que qualquer viajante cumpra algum dos requisitos necessários.

A flexibilização das medidas foi feita com aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diante da queda no número de mortes e casos de Covid-19 no Brasil.

Na última terça-feira (13), o país registrou a menor média móvel de casos desde janeiro de 2022 com baixa de quase 36% no índice nos últimos 14 dias. O número de mortes também segue em queda de 39%. Mais de 165 milhões de pessoas completaram o esquema vacinal contra a Covid-19 com as duas doses ou dose única, o equivalente a 77,7% da população brasileira. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as políticas para testes e quarentena devem ser revisadas regularmente para garantir que sejam suspensas quando não forem mais necessárias. A OMS define ainda que, se os requisitos de teste e/ou quarentena forem suspensos para viajantes vacinados, deve-se oferecer alternativas de viagem para indivíduos não vacinados, como por meio do uso de testes de detecção. 

Comentários