Cathay Pacific Registra -93,3% No Tráfego De Passageiros Dos Níveis Pré-Pandêmicos Em Julho

Hong Kong - A Cathay Pacific divulgou hoje seus números de tráfego para julho de 2022. Os números de tráfego da companhia aérea continuaram a refletir o impacto positivo de novos ajustes nas restrições de viagem e aos requisitos de quarentena do Governo da Região Administrativa Especial de Hong Kong. 

(© Cathay Pacific)

A Cathay Pacific transportou um total de 219.746 passageiros no mês passado, um aumento de 306,2% em relação a julho de 2021, mas uma queda de 93,3% em relação ao nível pré-pandemia em julho de 2019. A receita do mês com os quilômetros de passageiros (RPK´s) aumentou 348,4% em relação ao ano anterior, mas caiu 89,4% em relação a julho de 2019. O fator de carga de passageiros aumentou 44,7 pontos percentuais para 73,3%, enquanto a capacidade, medida nos quilômetros disponíveis de assentos (ASK´s), aumentou 74,6% em relação ao ano anterior, mas diminuiu 87,6% em relação aos níveis de julho de 2019. Nos primeiros sete meses de 2022, o número de passageiros transportados aumentou 162,8% em relação a uma redução de 6,3% na capacidade e um aumento de 189,8% nos RPK´s, em relação ao mesmo período de 2021.  


Viajar 

O Diretor de Clientes e Comerciais, Cathay Pacific, Ronald Lam, disse: "Continuamos a adicionar mais capacidade de voo de passageiros em julho, à luz dos ajustes progressivos do governo de Hong Kong para as restrições de viagem e quarentena. A capacidade aumentou 24% em relação a junho, embora tenha permanecido baixa em 12,4% do nível pré-pandemia. O volume de passageiros aumentou para uma média de mais de 7.000 por dia. Enquanto isso, o fator de carga de passageiros atingiu 73,3% – o maior desde o início da pandemia.

"A capacidade adicional que pudemos operar forneceu opções de conectividade aprimoradas para nossos clientes que transitam pelo hub de Hong Kong, com demanda do continente chinês para a Austrália e os EUA particularmente robustos. Também vimos uma forte demanda em nossas rotas no Reino Unido, especialmente de estudantes que retornam a Hong Kong. Como muitos desses voos estavam cheios, parte desse tráfego estudantil mudou para nossos outros gateways europeus, como Amsterdã e Frankfurt. Enquanto isso, pudemos retomar o transporte de passageiros para Fuzhou, Nanjing e Wuhan no continente chinês novamente após ajustes nas restrições de capacidade local."


Perspectiva 

"Olhando para o lado da viagem, espera-se que os últimos ajustes nos arranjos de quarentena para os passageiros que chegam a Hong Kong tenham um impacto positivo no tráfego de entrada, bem como nas viagens de lazer entre os moradores de Hong Kong. O tráfego estudantil para os EUA e Reino Unido também deve fornecer aos nossos negócios de viagens um forte impulso em agosto e setembro. No entanto, nossa capacidade de adicionar mais capacidade de voo de passageiros permanecerá limitada a menos que as restrições em nossa tripulação aérea sejam levantadas", disse o Diretor Lam. 

Comentários