Destaque Da Semana

Aena Airports Recupera Tráfego De Passageiros Em 60% Em Agosto

Ryanair E Boeing Não Entram Em Acordo Sobre Preço Do MAX 10

A Ryanair, a companhia aérea nº 1 da Europa, anunciou hoje (segunda-feira, 6 de setembro) que suas negociações com a Boeing para um pedido MAX 10 (para seguir as entregas atuais de 210 aeronaves B737-8200 “Gamechanger”) terminaram sem qualquer acordo sobre os preços.

A Ryanair receberá mais de 200 aeronaves B737 “Gamechanger” nos próximos 5 anos, de 2021 a 2025. Essas entregas farão com que a frota da Ryanair cresça para mais de 600 aeronaves, capazes de transportar mais de 200 milhões de passageiros.

A Ryanair e a Boeing têm discutido sobre uma grande encomenda de aeronaves Boeing MAX 10 nos últimos 10 meses. No entanto, na semana passada, ficou claro que a diferença de preços entre os parceiros não poderia ser eliminada e, portanto, ambos os lados concordaram em não perder mais tempo com essas negociações.

Michael O'Leary, CEO da Ryanair disse:

 “Estamos desapontados por não termos conseguido chegar a um acordo com a Boeing em um pedido do MAX10. No entanto, a Boeing tem uma visão mais otimista sobre os preços das aeronaves do que nós, e temos um histórico disciplinado de não pagar preços altos por aeronaves.

“Temos uma carteira de pedidos mais do que suficiente para nos permitir crescer fortemente nos próximos 5 anos com uma frota de Boeing 737, que aumentará para mais de 600 aeronaves e permitirá que a Ryanair capitalize nas oportunidades de crescimento extraordinárias que estão surgindo em toda a Europa enquanto o continente se recupera da pandemia de Covid.

Não compartilhamos a perspectiva otimista de preços da Boeing, embora isso possa explicar por que, nas últimas semanas, outros grandes clientes da Boeing, como Delta e Jet2, têm feito novos pedidos com a Airbus, em vez da Boeing.”