Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

Bahamas Apresenta Plano De Turismo Com Visão De Futuro

A partir de 15 de outubro de 2020, as Ilhas das Bahamas entrarão para a Fase 3 do Plano de Preparação e Recuperação do Turismo (Tourism Readiness & Recovery Plan)

Em 7 de setembro de 2020, o Ministro do Turismo Dionisio D'Aguilar anunciou detalhes da recuperação prospectiva e plano de reabertura das Ilhas das Bahamas. D'Aguilar reiterou o compromisso do Ministério em revitalizar a indústria do turismo do país e, ao mesmo tempo, garantir a saúde e o bem-estar dos cidadãos, residentes e visitantes das Ilhas. A partir de 15 de outubro de 2020, as Ilhas das Bahamas entrarão na Fase 3 do Plano de Preparação e Recuperação do Turismo (Tourism Readiness & Recovery Plan), antes da movimentada temporada de férias, que incluirá a reabertura de praias e grandes hotéis.

(Divulgação)

Desde 1950, o turismo tem desempenhado um papel fundamental na economia das Ilhas das Bahamas, respondendo por mais de 50% do PIB do país e 60% do emprego nacional. A Pandemia da COVID-19 teve um efeito sem precedentes nas viagens globais e a economia das Bahamas sentiu o impacto, especialmente após os números recordes do turismo de 2019, onde o país recebeu 7,2 milhões de visitantes. O detalhado Plano de Prontidão e Recuperação do Turismo do país descreve uma estratégia de reabertura em fases para garantir que o país seja um destino seguro e saudável para os visitantes e residentes.

Reabertura Em Fases

Como parte da Fase 3, as praias e os principais hotéis serão reabertos em todas as ilhas. Dionisio D'Aguilar anunciou que todos os hóspedes do hotel devem ficar em "Vacations in Place" (VIP) - ou "Férias no Local" - por 14 dias ou pelo tempo de duração da sua estadia, prevalecendo o período mais curto. Durante as VIP, os hóspedes terão acesso a todas as comodidades, incluindo spa´s de hotéis, academias, bares, e muito mais. Além disso, a Fase 3 também terá a reabertura de atrações, excursões e passeios a partir de 1º de novembro de 2020.

Antes da reabertura, o Ministério do Turismo já está trabalhando com companhias aéreas parceiras para garantir transporte aéreo direto dos principais lugares onde a curva de contágio da COVID-19 foi achatada. Além disso, a equipe de comunicação do Ministério está preparada para iniciar uma campanha de marketing ágil, com estratégias agressivas de Relações Públicas e vendas, apoiando-se nas tendências atuais de viagens, como a preferência por férias mais perto de casa, bem como opções que proporcionem reclusão e atividades ao ar livre.

Seguindo a mudança segura para a Fase 3, o Ministério do Turismo, junto com o Ministério da Saúde e outras agências governamentais, irá recomendar uma data apropriada para entrar na Fase 4, que diz respeito à reabertura de atrações selecionadas, cassinos, cruzeiros e balsas.


Requisitos De Entrada

A prioridade do Ministério do Turismo continua sendo a saúde e segurança dos seus cidadãos, residentes e visitantes. Em um esforço para conter a propagação do vírus, o Ministério continua a trabalhar em estreita colaboração com o Ministério da Saúde para estabelecer e avaliar protocolos e cronogramas com relação aos testes de RT-PCR antes da viagem.

A partir de 1º de setembro de 2020, o governo das Bahamas anunciou novos requisitos de entrada, incluindo:

• Visto de saúde das Bahamas aprovado disponível no site oficial;

• Prova de um teste de RT-PCR COVID-19 negativo feito no máximo cinco (5) dias antes da chegada (Os únicos candidatos que não são obrigados a fornecer um teste COVID-19 são: crianças menores de dez anos, e pilotos e tripulação que pernoitam nas Bahamas);

• Obrigatório "Vacation in Place" (VIP) - por 14 dias ou a duração da estadia do visitante, o que for menor - em um hotel, clube privado ou acomodações alugadas (como Airbnb), bem como em um barco particular.

Mais detalhes podem ser encontrados no site das Ilhas das Bahamas.

Comentários