Destaque Da Semana

ITB Asia Retorna Ao Formato Físico Em Cingapura No Final De Outubro De 2021




Movida Integra Comunicado Empresarial Em Prol Do Meio Ambiente

Certificada pelo Sistema B, empresa já tinha se comprometido no início do ano com plantio de 1 milhão de árvores no Corredor do Araguaia

A Movida é uma das 38 empresas que assinaram o Comunicado do Setor Empresarial em favor da agenda do desenvolvimento sustentável e combate ao desmatamento ilegal na Amazônia, e demais biomas brasileiros. O documento enviado ao presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, o vice-presidente Hamilton Mourão, tem a assinatura de integrantes dos setores industrial, agrícola e de serviços, e busca chamar a atenção para as questões socioambientais, apontando ações imediatas a serem adotadas para amenizar a repercussão negativa no exterior.

Renato Franklin, CEO da Movida. (Divulgação)

"Desde a criação da Movida, assumimos o compromisso de dar escala às boas práticas e incluir a sustentabilidade nas nossas ações de planejamento em prol de uma economia de baixo carbono. Para termos um mundo melhor é preciso que todos compreendam que a natureza, a sociedade civil, o setor privado e o governo fazem parte da mesma engrenagem", comenta Renato Franklin, CEO da Movida.

O documento entregue foi articulado pelo Centro Empresarial Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e traz outras seis ações prioritárias. Entre elas estão a minimização do impacto ambiental no uso dos recursos naturais; a valorização e preservação da biodiversidade; adoção de mecanismos de negociação de créditos de carbono; direcionamento de financiamentos e investimentos para uma economia circular e de baixo carbono; e pacotes de incentivos à recuperação econômica pós-pandemia do novo coronavírus, condicionada a uma economia circular e descarbonizada. Além da Movida, outras empresas do Grupo JSL também assinaram a carta, a própria JSL, e a Vamos.

A Movida foi a primeira locadora de veículos do mundo, listada em bolsa, a obter a certificação de empresa B, e a primeira no Brasil, a compor a carteira ISE2020 da B3, que considera a performance das empresas de capital aberto sob o aspecto da sustentabilidade, o que inclui governança, resultados econômicos e equilíbrio ambiental, e social.

Também foi pioneira no setor em oficializar os compromissos de longo prazo associados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas e aos Princípios do Pacto Global, ao declarar a pretensão de se tornar carbono neutro até 2030, e carbono positivo até 2040.

No início do ano, a locadora firmou uma parceria com a ONG Black Jaguar para plantar 1 milhão de árvores no Corredor de Biodiversidade do Araguaia, até 2022. A iniciativa permitirá a captura de um milhão de toneladas de CO2 da atmosfera e contribuirá com um dos maiores projetos de reflorestamento do mundo. Uma área de 10,4 milhões de hectares, com 2.600 km de comprimento e 40 km de largura, que conecta dois dos mais importantes ecossistemas do mundo: a floresta Amazônica, e o Cerrado.