Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

Espanha Pode Perder 7% De Turistas Britânicos Em Caso De “Hard Brexit”

No pior dos cenários, a Espanha poderá ver o mercado britânico cair 7% em 2020 face a números do ano passado no caso de um “Hard Brexit”. Em Portugal a perda poderá ascender a cerca de 6% em 2021. Os números constam de um relatório divulgado pela European Travel Commission.


De acordo com o estudo da ETC, o número de turistas britânicos na Espanha poderá reduzir-se em 7% já no ano que agora se inicia, se vier a verificar-se o pior cenário do Brexit, ou seja, um “Hard Brexit”. O documento avança também que as regiões turísticas espanholas que seriam mais prejudicadas neste cenário seriam as ilhas Baleares e as Canárias. Isto porque estas regiões estão já sofrendo com a concorrência de destinos como a Turquia, Egipto, Grécia, Tunísia e Marrocos que estão recuperando grande parte dos fluxos turísticos que perderam desde 2011.

A este propósito, o relatório da ETC coloca em destaque a Turquia, que tem visto os números de chegada de turistas aumentarem a uma taxa de 15%, tornando-se, desta forma, num forte concorrente da Espanha graças à sua capacidade de alojamento e a uma oferta ampla com tudo incluído, que atrai muitas famílias europeias.

A estas situações negativas para Espanha há ainda a acrescer a falência do operador turístico Thomas Cook. Somando o impacto negativo de um “Hard Brexit” com o da falência do operador britânico, as chegadas de turistas britânicos a Espanha poderiam mesmo cair na ordem dos 8% em 2021, o que significaria uma perda de 1,3 milhões de turistas.

O estudo sublinha ainda o fato da Espanha ter sido o destino turístico europeu que menos cresceu em chegadas internacionais de turistas em 2019, apenas +1,3%, um dado que se justifica pelas quebras registadas nos mercados mais tradicionais. No pólo oposto estiveram os destinos como Montenegro (+18,1%), Turquia (+14,7%), Luxemburgo (+10,1%), Lituânia (+9,3%) e Eslováquia (+9%), que foram os que mais cresceram o ano passado.

No que toca a Portugal, o relatório aponta a possibilidade de uma perda de 5,8% de turistas britânicos em 2020 o que causaria um impacto negativo (-0,6%) no número de turistas estrangeiros recebidos em solo nacional.

Contas feitas, no caso de um “Hard Brexit”, o número de turistas britânicos recebidos em Portugal poderá cair de 2,4 milhões para 2,3 milhões, ou seja, uma diminuição de 100 mil turistas.