Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

Bruges Quer Impor Restrições Ao Turismo

A Câmara de Bruges quer controlar o número de turistas de visita à cidade, especialmente os excursionistas, e diminuir as escalas de navios de cruzeiros para não transformar a cidade “numa completa Disneyland”.


Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, Bruges é a cidade mais visitada da Bélgica, suplantando a capital, Bruxelas, mas agora a Câmara quer controlar o número de turistas de visita à cidade, especialmente ao seu centro, e diminuir o número de escalas de cruzeiros.

Limitar o número de turistas é a vontade do presidente da Câmara de Bruges eleito o ano passado e o jornal local Het Nieuwsblad, citado pela imprensa internacional, já noticiou que as autoridades turísticas de Bruges não vão continuar a fazer promoção de visitas de um dia nem excursões à cidade, colocando um ponto final nas ações promocionais em cidades próximas como Bruxelas ou Paris.

As autoridades estão também tentando limitar o acesso de navios de cruzeiro ao porto de Zeegrugge - onde segundo a imprensa local, o porto que serve a cidade tem capacidade para receber 5 navios em simultâneo mas apenas 2 passarão a ser permitidos, ao mesmo tempo que será pedido à companhias de cruzeiros que escolham os dias de semana e não os fim-de-semana para fazerem escalas neste porto.

“Temos que controlar o afluxo de turistas à cidade se não queremos tornar-nos numa completa Disneyland”, afirmou o presidente da Câmara local.

A decisão anunciada pelos responsáveis da cidade de Bruges não é única na Europa. Recentemente, a Holanda, e com particular incidência Amesterdam, também anunciou medidas para reduzir o acesso de turistas a determinados locais, o mesmo tendo acontecido com Veneza que, a par de Roma, proibiu mesmo certos comportamentos por parte dos turistas.

Fonte: Turisver - Destinos

Comentários