1º Fórum De Conectividade Aérea Latam Foi Realizado Em Morón, Argentina

Foi realizado nesta quarta-feira (08), passada, o 1º Fórum de Conectividade Aérea da América Latina, na cidade de Morón, província de Buenos Aires, Argentina, organizado pela Administração Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA) e o Município de Morón

Esta reunião de alto nível teve como principais objetivos a promoção dos laços de cooperação internacional na aviação, o desenvolvimento econômico e produtivo através da aviação, promovendo o diálogo global sobre assuntos relativos a aviação no âmbito da Revolução Aviões em que a cidade de Morón está se fortalecendo como um distrito aeronáutico - onde o evento contou com a presença de representantes do governo, organizações internacionais de aviação, diretorias de aviação civil da América Latina, órgãos reguladores da aviação, câmaras e empresas do setor aeronáutico, do setor de aviação comercial, entre outros.


O dia foi desenvolvido em quatro painéis de discussão onde foram discutidos temas como a demanda do mercado e a necessidade de mobilidade, infraestrutura e apoio, estrutura institucional e regulatória, e a indústria e seu crescimento.

"Isso está acontecendo hoje na Argentina e mostra o enorme progresso que fizemos nas mãos da Revolução Aérea. Tivemos 12 anos de estagnação, onde os países vizinhos dobraram o número de passageiros de avião, enquanto a Argentina estagnou. Este ano, 7 milhões de passageiros voarão mais de quatro anos atrás; novas rotas, novos aviões, novas empresas foram adicionadas e, acima de tudo, empregos foram criados para pilotos, tripulação, mecânicos argentinos que sonhavam em fazer parte do mundo aéreo. Não fizemos nada de novo, fizemos o que no mundo de décadas atrás é gerar novas rotas de conexões e investir em aeroportos. Ainda temos muito a crescer; todo o nosso apoio para melhorar a aviação; graças à Comunidade Europeia e à Agência Europeia pelo seu apoio."

O Administrador Nacional da Aviação Civil, Tomás Insausti, participou do painel "Institutional and Regulatory Framework". Insausti falou sobre a "Revolução da aeronave", a política de aviação comercial promovida pelo Ministério dos Transportes, a ANAC vem de seu papel como garante da segurança, promovendo a entrada de novas empresas ao mercado e a federalização do transporte ar em nosso país. Ele destacou o trabalho da Autoridade Aeronáutica como controlador, controlador da atividade comercial e de aviação, e da aviação geral.

O Administrador apresentou os resultados no número de passageiros que entram e saem da Argentina, destacando a importância do crescimento do mercado de cabotagem, com a entrada das novas companhias aéreas, que juntamente com as existentes, aumentaram a oferta de rotas entre cidades diferentes, o que incentiva a atividade econômica e conectividade interna. Insausti também detalhou as medidas adotadas em nível nacional, dentro do marco regulatório do setor. "Todo crescimento deve ser acompanhado pela maximização das medidas adotadas para Segurança Operacional. Devemos trabalhar para gerar uma cultura melhor no setor. Portanto, torna-se necessário e essencial monitorar, e sancionar quando apropriado. "

Por sua parte, Ramiro Tagliaferro, prefeito de Morón, destacou a importância da vantagem competitiva de ter 2 aeroportos médios e grandes a 50 quarteirões de distância, dentro da cidade.

"Hoje estamos mostrando toda a região à representantes europeus que do nosso distrito você pode gerar valor agregado. Neste Fórum, contamos ao mundo todo o trabalho em equipe que fizemos. Este é um antes e depois para a consolidação de Morón como cidade aeronáutica ."

La. Ms. Aude Maio-Coliche, Embaixador da União Europeia na Argentina disse: "O transporte aéreo é um elemento-chave na União Europeia e na América Latina para a geração de riqueza e bem-estar da sociedade, uma vez que melhora o nível de comunicação nacional e internacional, promover a estruturação e coesão territorial, contribuir para a atividade econômica e o desenvolvimento da indústria do turismo e criar empregos. Neste fórum, teremos a oportunidade de abordar em conjunto, a partir de vários pontos de vista, a chave para consolidar e promover a conectividade aérea na América Latina."

O dia terminou com uma visita técnica ao aeroporto internacional El Palomar, onde membros da EASA (European Union Aviation Sfety Agency), autoridades nacionais e organizações da indústria visitaram o terminal e as instalações do primeiro aeroporto de baixo custo da América Latina - onde a importância desta aero-estação, a terceira área metropolitana de Buenos Aires, já passou por 800 mil pessoas e que 40% dos passageiros que chegam de transporte público não é forçada.

Fonte: Aviacionline

Comentários