Companhias Aéreas Dos EUA Sofrem Com Falta De Pilotos E Demanda Cresce Por Profissionais

Adriano Leon, piloto brasileiro, conseguiu seu Green Card em apenas 49 dias com ajuda da D4U USA Group 

São Paulo - Um dos setores mais afetados durante os dois primeiros anos de pandemia de covid-19, foi o da aviação. Com a reabertura das fronteiras e com boa parte da população mundial vacinada, o número de voos ao redor do mundo voltou a ter alta demanda, em muitas localidades, maior ainda que em períodos pré-pandemia. 

(© Bing Imagens)

Com isso, tem crescido a demanda por profissionais desse setor nos Estados Unidos, principalmente pilotos. Segundo o Sindicato de pilotos americanos (Air Line Pilots Association - ALPA), as principais companhias aéreas do país anunciaram planos para contratar entre 12 mil e 13 mil comandantes entre 2022 e 2023, e aproximadamente 8.000 em 2024. 

Para conquistar uma oportunidade no mercado americano, o piloto brasileiro Adriano Leon, procurou a D4U USA Group, reconhecida como a Melhor Assessoria Imigratória dos EUA e América Latina pela Legal Awards em 2021, para ajudar na conquista do Green Card e preencher uma das vagas no país. 

“Fui piloto da extinta Varig e da Latam no Brasil. Em 2007 me mudei para o Catar, onde passei de copiloto para piloto, além de me tornar instrutor de voo”, conta Adriano. “Em 2019 a minha família voltou para o Brasil, por este motivo procurei conseguir o Green Card para me mudar para os Estados Unidos e levar toda a família para morarmos juntos novamente. Só não poderia imaginar que meu pleito seria aprovado em apenas 49 dias”, comemora o piloto. 

“Tem crescido a procura de pilotos brasileiros que buscam os nossos serviços e querem trabalhar permanentemente nos Estados Unidos”, explica Wagner Pontes, CEO, D4U. “Além de contar com uma remuneração melhor, esses profissionais terão à disposição todo um ecossistema de benefícios, que viver nos Estados Unidos proporciona”, explica Pontes. 

Comentários