LATAM Reduzirá Emissões De CO2 Com Novo Software Da Airbus Nas Aeronaves

São Paulo - Alinhado ao seu compromisso com a sustentabilidade, que busca compensar 50% de suas emissões domésticas até 2030 e ser carbono neutro até 2050, o Grupo LATAM já conseguirá reduzir em mais de 60 mil toneladas a emissão anual de CO2 por meio de uma atualização da Airbus.

Isso porque o novo software da fabricante para a função DPO (Descent Profile Optimisation), nome do sistema dedicado a otimizar a trajetória de pouso das aeronaves, será instalado pela LATAM em até 200 aviões da Família A320 (nome dado pela fabricante para os modelos A319, A320 e A321) a partir do final deste ano e até o início de 2022.

Com isso, a LATAM não somente terá a maior frota do mundo equipada com a solução, mas, anualmente, cada aeronave com DPO atualizado reduzirá em 300 toneladas a emissão de CO2 e em 100 toneladas o consumo de combustível. A iniciativa reforça a agenda de sustentabilidade da LATAM focada em quatro pilares: Mudanças Climáticas, Gestão Ambiental, Economia Circular e Valor Compartilhado.

A função DPO da Airbus permite que a aeronave desça da altitude de cruzeiro utilizando apenas o impulso do motor em marcha lenta, o que reduz o consumo de combustível.

Além disso, mantém a aeronave mais tempo em nível de cruzeiro, pois não inicia a sua descida tão cedo. Em consequência, minimiza a duração do voo em um estágio ineficiente da descida, quando os motores da aeronave precisam gerar impulso para manter o seu nivelamento em ar denso antes da aproximação final para o pouso.

Comentários

Destaques Da Semana

É Possível Pedir O Visto Para Morar Em Portugal Entrando Como Turista ?

Windstar Cruises Divulga Sua Oferta "Wave Season" Válida Até Final De Fevereiro De 2022

Hurb Traz Levantamento De Viagens Em 2021 E Aponta As Tendências Para 2022 E 2023

ONU: Turismo Na África Só Regressará Aos Níveis Pré-Pandêmicos Em 2024

Final De Ano Faz Venda Online De Passagens Rodoviárias Crescer 37% No Brasil