Destaque Da Semana

Booking: Otimismo, Flexibilidade E Novas Conexões Para As Viagens Em 2022

Azul Lança Sistema De Wi-Fi Grátis A Bordo Em 35 Aeronaves Até O Fim Deste Ano

- Investimento da companhia aérea busca consolidar excelência na experiência a bordo e já conta com 17 aeronaves com internet gratuita voando pelo país

- Velocidade será de cerca de 30mbps, conexão mais rápida do mundo entre as companhias aéreas, de acordo com o fornecedor do serviço

São Paulo - Nesta quinta-feira (17), a Azul dá mais um passo em seu compromisso de proporcionar a melhor experiência a bordo possível aos seus passageiros. O lançamento do Azul Wi-fi pretende revolucionar o conhecido modo avião em um recurso mais conectado, divertido e cheio de entretenimento ao oferecer internet gratuita nos voos, que se juntará à já conhecida TV ao vivo com mais de 40 canais, aos memoráveis Snacks da Azul e à Revista Azul.

Arquivo/BTS.news

O sistema de WiFi Grátis a bordo é um marco na aviação comercial, já que o mesmo serviço é cobrado por outras empresas do setor. "O nosso Modo Azul pretende deixar a experiência de nossos clientes a bordo ainda mais completa. Durante anos, as pessoas precisaram se desconectar do mundo enquanto voavam, mas, agora, pra quem é Cliente Azul, o Modo Avião será completamente diferente e revolucionará o jeito de voar, reunindo diversas opções de entretenimento a bordo, inclusive com a nossa consolidada TV ao vivo", afirma Marco Barbosa, Diretor de Experiência do Cliente da Azul.

A Azul já conta com 17 aeronaves com sistema de Wi-Fi instalado e pretende, até o final de 2021, ampliar esse número para 35. Para isso, a companhia aérea vem investindo em mão de obra qualificada e nas ferramentas necessárias para a instalação desse sistema, que antes era feita fora do Brasil, e agora está a cargo do centro de manutenção da companhia aérea em Campinas, no interior de São Paulo. "Essa nova linha de trabalho proporciona a geração de empregos formais e de mão de obra especializada em nossa cidade-chave num momento em que o Brasil precisa de ajuda na retomada econômica", lembra Marco.