Destaque Da Semana

IATA: Tendência Da Demanda De Passageiros Continua Negativa Em Fevereiro




Grupo LATAM Deve Operar Em Março 35% Da Sua Capacidade

Percentual é resultado da comparação com a operação da companhia aérea registrada em março de 2019, antes da pandemia de COVID-19 

Santiago, Chile -​ O Grupo LATAM Airlines projeta operar em março  de 2021 até 35% da sua capacidade de transporte de passageiros medida em ASK (assento por quilômetro disponível), em comparação com o que operou em março de 2019, antes da  pandemia de COVID-19. Se comparado com março de 2020, quando a pandemia já afetava a demanda do setor aéreo, a operação de março de 2021 corresponde a 48% da capacidade da companhia aérea.

Arquivo/BTS.news

Ao todo, as filiais do Grupo LATAM devem operar diariamente 675 voos domésticos e internacionais em março de 2021, alcançando 115 destinos em 16 países. No caso do transporte de cargas, estão programados mais de 1.100 voos, com um aproveitamento de frota 13% maior do que no mesmo mês em 2019. Todas as projeções estão sujeitas à evolução da pandemia, assim como às restrições de viagem nos países onde a LATAM opera.


Operação No Brasil Em Março De 2021 

No Brasil, especificamente, a LATAM prevê operar em março de 2021 até 345 voos domésticos por dia, além de 11 rotas internacionais. No País, a companhia aérea projeta operar até 39% da sua capacidade total (65% do doméstico e 16% do internacional), em comparação com o que operou em março de 2019, antes da pandemia de COVID-19. Se comparado com março de 2020, quando a pandemia já afetava a demanda do setor aéreo, a operação da LATAM Brasil em março de 2021 corresponde a 49% da sua capacidade total (70% do doméstico e 30% do internacional). 


Resultados Operacionais De Fevereiro De 2021

Em fevereiro de 2021, em comparação com fevereiro de 2019, a operação de passageiros do Grupo LATAM Airlines alcançou 27,3% de RPK (assento por quilômetro voado) e 35,4% de ASK (assento por quilômetro disponível), resultando em uma diminuição de 19,2 pontos percentuais na taxa de ocupação, que ficou em 64,9%.

Nas operações de cargas, a taxa de ocupação foi de 65,6%, 7,7 pontos percentuais acima do registrado em fevereiro de 2019.