MSC Cruzeiros Cancela Operações No Mediterrâneo No Natal E Ano Novo

A MSC Cruzeiros cancelou as suas operações no Mediterrâneo no Natal e Ano Novo, adiando-as para janeiro e justificando a decisão com as “severas restrições à circulação impostas pelo governo italiano para a época festiva”.

MSC Cruzeiros. (© PressTur)

O navio MSC Grandiosa cancelou a sua programação de cruzeiros de sete noites a partir de 20 de dezembro, com partidas de Genova, e retomará o seu itinerário no Mediterrâneo Ocidental com o primeiro cruzeiro no dia 10 de janeiro de 2021, também a partir de Genova.

O navio MSC Magnifica, que estava previsto recomeçar os cruzeiros de 10 noites no Mediterrâneo Ocidental e Oriental com embarques em Genova a partir de 18 de dezembro, reiniciará a sua operação no dia 15 de janeiro de 2021, após o cancelamento dos três cruzeiros programados.

Em comunicado, a MSC Cruzeiros sublinha que as novas medidas do governo italiano “incluem extensas restrições à circulação das pessoas em todo o país, o que impactaria gravemente a possibilidade dos futuros hóspedes - residentes italianos e internacionais - de chegar a qualquer um dos portos de embarque na Itália”.

O governo italiano, acrescenta a armadora, “vai restringir quase por completo não só a circulação dos residentes entre regiões, mas também agora entre cidades e vilas, no âmbito dos esforços para combater a pandemia”.

As medidas “serão aplicáveis aos residentes na Itália entre 21 de dezembro de 2020 e 6 de janeiro de 2021, e vão efetivamente, restringir a possibilidade a residentes de outros países de viajarem para e por Itália”, sublinha a MSC.

Os clientes afetados pelo cancelamento dos cruzeiros podem receber um voucher com o valor original do pacote do seu cruzeiro, válido para qualquer partida até 30 de abril de 2022, desde que reservada até 31 de dezembro de 2021. Os clientes afetados recebem ainda um crédito a bordo reembolsável entre 100 e 400 euros por camarote, de acordo com a duração do seu cruzeiro.

Para outras despesas que possam também estar implicadas na viagem, como vôos (excepto reservados com a MSC Cruzeiros), hotéis, transportes e outros, a MSC recomenda aos clientes afetados entrarem em contacto com os seus agentes de viagens.