Korean Air Relata -53% Nas Vendas No 3Q20 Causado Pela Covid-19

Seul - A Korean Air divulgou seus resultados financeiros provisórios para o terceiro trimestre de 2020 - onde a Korean Air obteve uma receita de KRW 1,55 trilhão (US $ 1,32 bilhão) e lucro operacional de KRW 7,6 bilhões (US $ 6,47 milhões) no terceiro trimestre, marcando o segundo trimestre consecutivo em que registrou lucro. O aumento das taxas de operação de carga e a expansão do transporte de carga, como a utilização de aviões de passageiros, permitiram um lucro operacional apesar da queda nas vendas em 53% ano-a-ano devido à redução da demanda de passageiros causada pela COVID-19.

Boeing 787-9 da Korean Air. (Divulgaçao)

“A indústria da aviação continua sofrendo com a pandemia e as perspectivas ainda são ruins. Conseguimos alcançar um segundo trimestre lucrativo devido às nossas fortes operações de carga e aos sacrifícios de nossos funcionários”, disse Walter Cho, CEO da Korean Air. “Estou muito grato e orgulhoso de nossos funcionários por seu trabalho árduo, e dedicado.”

O negócio de carga da companhia aérea rendeu KRW 1,16 trilhão (US $ 988 milhões) em vendas, superando as vendas do segundo trimestre de KRW 1 trilhão (US $ 852 milhões). A companhia aérea maximizou os lucros aumentando as taxas de operação do cargueiro e usando aviões de passageiros em terra para aumentar o fornecimento de carga e as taxas de carga útil. Em particular, a Korean Air foi a primeira companhia aérea nacional a converter um avião de passageiros em um cargueiro por meio da remoção dos assentos da cabine. O carregamento de carga na cabine aumentou a oferta de carga e a retirada de assentos reduziu os custos com combustível devido ao menor peso da aeronave.

O negócio de passageiros da Korean Air continua sofrendo com a lentidão da demanda devido ao COVID-19, mas as operações de rotas de médio e longo curso, como as Américas, Europa e Leste Asiático aumentaram ligeiramente em comparação com o segundo trimestre. Esse aumento pode ser atribuído a: aumento dos vôos fretados para viagens de negócios e transporte de residentes coreanos; a flexibilização das restrições a viagens internacionais para alguns países como Cingapura e Malásia; e um aumento na demanda de vôos domésticos durante a temporada de férias de verão.

A demanda de passageiros deverá continuar diminuindo no quarto trimestre devido à prolongada pandemia. No entanto, a demanda de carga aumentará à medida que o negócio de frete entra em sua alta temporada. Em particular, é prevista uma alta demanda por carga aérea tradicional, como semicondutores, peças de automóveis e suprimentos de comércio eletrônico. O negócio de carga aérea também se beneficiará da demanda urgente de suprimentos médicos relativos ao COVID-19 e da falta de disponibilidade de transporte marítimo, como navios porta-contêineres.

Especialistas médicos e analistas prevêem a produção em massa e entrega de vacinas COVID-19 em todo o mundo no início do próximo ano. A Korean Air já lançou uma força-tarefa de transporte de vacina COVID-19 para revisar todos os aspectos relativos ao transporte da vacina, incluindo instalações de armazenamento e equipamentos de manuseio. A companhia aérea também está trabalhando em estreita colaboração com empresas farmacêuticas globais e parceiros de logística. A Korean Air, certificada pela CEIV Pharma da IATA, contribuirá para a entrega segura e oportuna da vacina com base em sua experiência comprovada.

Comentários