Destaque Da Semana

WTTC Comemora Marca De 100 Destinos Que Receberam O Selo Safe Travels

As Filipinas foi revelado como 100º destino. Maldivas, Uganda, Bermudas e Montenegro também receberão o primeiro selo global de segurança e higiene do mundo

Londres, UK: The World Travel & Tourism Council ( WTTC ) tem o prazer de anunciar que em apenas três meses curtos, 100 destinos já estão usando sua marca "Safe Travels", com as Filipinas se tornando o 100º destino. O WTTC, que representa o setor privado global de Viagens e Turismo, fez história no início deste ano quando lançou o primeiro selo global de segurança e higiene do mundo, e hoje o selo Safe Travels atingiu seu primeiro grande marco.

(© Google Imagens)

O selo, que foi desenvolvido para ajudar a restaurar a confiança dos viajantes e trabalhar para reviver um setor de viagens e turismo em dificuldades, agora também está sendo usado por muitos outros destinos de férias importantes, como Maldivas, Bermudas, Namíbia, Uganda e Montenegro. O selo especialmente projetado permite que os viajantes reconheçam destinos em todo o mundo que adotaram protocolos padronizados globais de saúde e higiene - para que possam experimentar 'viagens seguras'.

Este movimento histórico do WTTC também recebeu o apoio da Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas (OMT). O lançamento de protocolos globais para recuperar o setor de Viagens e Turismo foi adotado por mais de 200 CEO´s, incluindo alguns dos maiores grupos de turismo do mundo.

Gloria Guevara, Presidente e CEO da WTTC, disse: “Estamos muito satisfeitos em ver que nossa iniciativa inovadora está se provando um grande sucesso e está sendo usada por destinos de todos os cantos do globo."

“Os 100 destinos que agora usam o selo com orgulho estão trabalhando juntos para ajudar a reconstruir a confiança do consumidor em todo o mundo. Congratulamo-nos com as Filipinas, um destino incrível e lar de algumas das ilhas mais bonitas do mundo, como o nosso 100º destino, bem como a outros destinos populares em todo o mundo como a Turquia, Egito, Indonésia, e no Quênia.

“À medida que o selo continua a ganhar popularidade, os viajantes serão capazes de reconhecer mais facilmente os destinos em todo o mundo que adotaram o novo conjunto de protocolos globais, incentivando o retorno das 'viagens seguras' em todo o mundo.

“O sucesso do selo Safe Travels mostra sua importância não apenas para os países e destinos, mas também para os viajantes e os 330 milhões de pessoas em todo o mundo que trabalham e dependem de um próspero setor de Viagens e Turismo.”

Bernadette Romulo-Puyat, Secretária do Departamento de Turismo das Filipinas disse: “O Departamento de Turismo das Filipinas está muito satisfeito por receber o selo WTTC Safe Travels, especialmente porque buscamos a reabertura gradual, e segura de nossos destinos turísticos.

“Desejo agradecer ao WTTC por reconhecer nossos esforços em colocar em prática políticas relativas a protocolos de saúde, segurança e saneamento, que comparamos com as melhores práticas globais e alinhadas com os padrões do WTTC.

“O selo Safe Travels irá encorajar ainda mais nossas partes interessadas a aderir aos padrões de saúde e segurança e também nos ajudará a reconstruir a confiança do viajante, para que possamos reiniciar o turismo e preservar e manter empregos.”

A adoção generalizada do selo demonstra que a WTTC e todos os seus membros de todo o mundo têm a segurança e a higiene dos viajantes como sua principal prioridade. Os protocolos seguem as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), além de considerar as melhores práticas dos membros do WTTC.

As evidências do relatório de preparação para crises do WTTC, que analisou 90 tipos diferentes de crises nos últimos 20 anos, destacam a importância da cooperação público-privada e da implementação de protocolos padronizados.

De acordo com o Relatório de Impacto Econômico de 2020 do WTTC , durante 2019, Viagens e Turismo foi responsável por um em cada 10 empregos (330 milhões no total), fazendo uma contribuição de 10,3% para o PIB global e gerando um em cada quatro de todos os novos empregos.

Comentários