Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

GOL Retoma 3 Bases Regionais Na Malha Aérea De Agosto

Companhia aérea mantém sustentabilidade da operação e reconecta importantes cidades de todas as regiões do Brasil, incluindo novas rotas com parcerias

Em ritmo de retomada sustentável, em agosto, a GOL Linhas Aéreas, anuncia a volta de mais três bases regionais, chegando assim a contemplar 90% dos seus destinos na malha doméstica. São novos vôos que entram em operação ao longo deste mês, em diferentes regiões do Brasil.

(© Google Imagens)

As cidades que voltam para a malha da GOL são: Campina Grande-PB (CPV, para Guarulhos, primeiro voo em 17/8 e quatro vôos na semana), Marabá-PA (MAB, para Brasília, início em 19/8 com três dias semanais) e Montes Claros-MG (MOC, para Guarulhos, começa em 24/8 com três vôos na semana), todas com bilhetes já disponíveis para compra.

Estas já faziam parte da rede da companhia aérea antes da pandemia da Covid-19 e ligam os passageiros com os principais hub´s nacionais, como Guarulhos (GRU), Brasília (BSB) e Galeão (GIG). Há ainda Belém-PA (BEL), Fortaleza-CE (FOR) e Salvador-BA (SSA) como pontos estratégicos de conectividade.

"Estamos em constante aprimoramento da nossa malha e a experiência dos passageiros, com uma operação sustentável sempre de acordo com o modelo de negócios flexível e de baixo custo da GOL. Isso mantém a confiança e reforça o trabalho com a Segurança para os brasileiros que precisam e escolherem voar conosco", diz Rafael Araújo, diretor de planejamento de malhas da GOL.

Outros destinos regionais no Centro-Oeste e Nordeste ganham atenção na nova configuração da malha - onde comercializadas pela GOL e operadas pela parceira VOEPASS, as novas rotas ligam Brasília a Uberlândia-MG (UDI), Sorriso-MT (SMT) e Rondonópolis-MT (ROO) - as duas últimas, no Mato Grosso, são inéditas.

Paralelamente, também pela VOEPASS, Salvador passa a se comunicar com Aracaju-SE (AJU), Barreiras-BA (BRA), Ilhéus-BA (IOS), Maceió-AL (MCZ), Petrolina-PE (PNZ), Porto Seguro-BA (BPS) e Vitória da Conquista-BA (VDC). O primeiro voo está previsto para o dia 31/8 (à exceção de Uberlândia, que começa em 20/8).

Uma mudança importante no mês de agosto é a transferência de vôos do aeroporto de Congonhas, devido às obras na pista principal, para o internacional de Guarulhos, em São Paulo (no período de 5/8 a 5/9) - a GOL, bem como outras companhias aéreas que operam aviões comerciais com motores a jato, não pode utilizar a pista auxiliar, que é liberada apenas para aeronaves consideradas menores. Com isso, vôos com destinos para Brasília, Confins, Porto Alegre, Recife, Santos Dumont e Salvador passam a ter mais frequências no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU).

Os bilhetes estão disponíveis e podem ser adquiridos no site http://www.voegol.com.br, no aplicativo da companhia aérea, nas lojas GOL nos aeroportos, pelo telefone da Central de Relacionamento (0300 115 2121) e nas agências de viagem. Para ter acesso a todos os destinos, dias e horários que compõem a malha aérea de agosto da GOL, clique em: http://www.voegol.com.br/pt/informacoes/voos-gol.


Parceria Air France-KLM

O Grupo Air France-KLM, parceiro da GOL desde fevereiro de 2014, seguirá expandindo a sua presença no Brasil, em setembro e outubro. Entre 7 de setembro e 25 de outubro, a KLM seguirá com operação diária em São Paulo (GRU) e quatro vezes por semana ao Rio de Janeiro (GIG) durante o período. A Air France começa voando cinco vezes por semana para São Paulo (GRU) e quatro vezes por semana para o Rio de Janeiro (GIG), e então evolui para um voo diário em São Paulo (GRU) e cinco vezes por semana para o Rio de Janeiro (GIG). A companhia aérea francesa planeja o retorno das operações de e para Fortaleza a partir de 10 de outubro, e então seguirá com operação três vezes por semana. No total as companhias combinarão uma operação líder de 26 vôos por semana entre a Europa e o Brasil, que representa 59% do que o Grupo costumava voar semanalmente para o País.

Mundialmente, as companhias aéreas aumentarão a oferta - até o fim de outubro, a aérea francesa chegará a 170 destinos ou 85% de sua malha aérea habitual, enquanto a KLM chegará em mais de 150, o equivalente a 90% do que voava no mês referente. As companhias aéreas optaram por expandir o número de destinos primeiro, para que os passageiros tenham a maior escolha possível. O próximo passo é aumentar as frequências ou a capacidade implantando aeronaves maiores em determinadas rotas.

Comentários