Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

Ministro Italiano Associa Dia Da Retoma Do Turismo Europeu Ao Dia D

O ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Luigi Di Maio, afirmou que a Itália, que de acordo com o ECDC contabiliza hoje 78 mortes por coronavírus, está trabalhando para uma retoma coordenada do turismo europeu em 15 de Junho, data que associou ao dia do desembarque na Normandia.


"Temos de salvar o que pudermos do Verão para ajudar os nossos empresários", afirmou o ministro, que espera relançar o turismo, dando indicações semelhantes aos turistas" para todas as regiões.

Teoricamente, as viagens entre regiões da Itália serão permitidas a partir de 3 de Junho, mas uma decisão final é esperada ainda neste final de semana, já que o Governo continua preocupado com a situação na Lombardia e no Piemonte, a Norte do país, duas das regiões que na segunda-feira totalizavam dois terços dos novos casos de contágio de Covid-19.

"Estamos trabalhando para podermos recomeçar, todos juntos na Europa, em 15 de Junho. Para o turismo, 15 de Junho será um pouco como o Dia D europeu", disse o ministro na noite de segunda-feira, num programa da televisão italiana Rai 1.

"A Alemanha aspira a reabrir [o turismo] em 15 de Junho" e também "estamos trabalhando com a Áustria, e com outros países", acrescentou Luigi Di Maio.

As declarações do ministro dos Negócios Estrangeiros coincidem com um apelo lançado nesta semana pelos presidentes das câmaras baixas dos parlamentos francês e alemão para que as fronteiras sejam reabertas o mais cedo possível.

Atualmente a reabertura das fronteiras na Europa está prevista para meados de Junho, mas cada país tem feito os seus próprios anúncios, sem coordenação conjunta, apesar dos pedidos da Comissão Europeia para que haja uma concertação.

Na segunda-feira à noite, o número de novos casos de contágio tinha aumentado apenas 0,1% a nível nacional, com 300 novos casos em relação ao dia anterior.

Desde o início da pandemia, 32.877 pessoas que contraíram o coronavírus morreram (92 na segunda-feira) de Covid-19 na Itália, cerca de metade das quais na Lombardia.

Fonte: PressTur