Destaque Da Semana

Aena Airports Recupera Tráfego De Passageiros Em 60% Em Agosto

Turismo De Portugal Já Aprovou € 3,7M Em Incentivos

A Linha de Apoio à Tesouraria para Microempresas do Turismo recebeu mais de 2.000 candidaturas numa semana, anunciou o Turismo de Portugal, que diz ter aprovado já 3,7 milhões de euros de incentivos. As 2.000 candidaturas representam uma solicitação de quase 20 milhões de euros.


As microempresas que solicitaram este apoio são das áreas de Restauração e Bebidas (32%), Alojamento Local (24%), Animação Turística e Organização de Eventos (19%), Agências de Viagens (18%), Empreendimentos Turísticos (6%) e Rent-a-Car (1%).

A Linha de Apoio, dotada de 60 milhões de euros, foi uma das medidas implementadas pelo Turismo de Portugal “para apoiar o setor e minimizar os impactos da redução da atividade turística durante a situação extraordinária que o país atravessa”, segundo um comunicado do instituto.

“Podem candidatar-se a esta Linha de Apoio as empresas e empresários em nome individual, com menos de 10 postos de trabalho e cujo volume de negócios anual ou balanço total anual não exceda os 2 milhões de euros, com atividade em território nacional e certificação PME”, sublinha a nota de imprensa.

O apoio financeiro “é calculado tendo em conta o número de trabalhadores existente na empresa em Fevereiro de 2020, multiplicado por 750 euros por cada trabalhador e pelo período de três meses, até ao montante máximo de 20 mil euros por empresa”.

O apoio “não vence juros, e é reembolsado no prazo de 3 anos, incluindo um período de carência de 12 meses. As candidaturas são submetidas através de formulário preenchido no Portal Business do Turismo de Portugal”.

O instituto acrescenta que as empresas do setor do turismo têm à disposição três linhas com uma dotação de 1.7 bilhões de euros, criadas pelo Governo para minimizar os impactos provocados pela pandemia Covid-19, às quais podem candidatar-se “microempresas, PME, Small MidCap e MidCap, com comprovada situação líquida positiva no último balanço aprovado, situação líquida negativa e regularização em balanço intercalar aprovado até à data da operação, ou independentemente da respetiva situação líquida, iniciado atividade há menos de 12 meses contados desde a data da candidatura”.

A Linha de Apoio a Empresas do Turismo (incluindo Empreendimentos Turísticos e Alojamento para Turistas) tem uma dotação de 900 milhões de euros, enquanto a Linha de Apoio a Empresas de Restauração e Similares conta com uma dotação de 600 milhões de euros e a Linha de Apoio a Agências de Viagens, Animação Turística, Organização de Eventos e Similares tem uma dotação de 200 milhões de euros.

Fonte: PressTur