Destaque Da Semana

Tráfego Aéreo De Passageiros Na Espanha Caiu 60% Em Março

A rede aeroportuária da Aena registrou um total de 8,1 milhões de passageiros durante o mês de março. Trata-se de uma redução de 59,3% em relação ao mesmo mês de 2019, grande queda que tem sua única causa na crise do COVID-19.


O número total de viajantes foi de 8.128.859, dos quais 5.340.490 viajaram em vôos internacionais, 59,1% menos do que em março de 2019, e 2.747.433 viajaram em rotas domésticas, 59,8% menos.
Em termos de número de operações, a rede aeroportuária movimentou 99.630 aeronaves, 43,8% a menos do que no mesmo mês do ano anterior.

Por aeroporto, Madrid-Barajas registrou o maior número de passageiros na rede em março, com 1.975.303, representando uma redução de 59,7%. É seguido por Barcelona-El Prat, com 1.417.647 (-64,3%); Málaga-Costa do Sol, com 613.438 (-54,7%); e Gran Canaria, com 586.343 (-55%).

Atualmente, a Aena concentra seus esforços na operação de vôos essenciais para garantir a chegada de equipamentos e produtos sanitários para o abastecimento da população, bem como facilitar o retorno dos espanhóis e a saída de estrangeiros não residentes para seus países de origem. Essas operações foram adicionadas a outras críticas, como vôos de emergência, Organização Nacional de Transplantes ou Forças e Corpo de Segurança.

Em março, foram transportadas 66.692 toneladas de carga em toda a rede, 29,8% a menos do que no mesmo mês de 2019, pois grande parte da carga habitual é transportada em aeronaves comerciais de passageiros.

Fonte: Travel Manager