Viajantes Exigem Cada Vez Mais Opções, Transparência E Segurança

Novo estudo da Amadeus identifica o que viajantes mais valorizam com relação à experiência de pagamentos. 74% dos pesquisados dizem que uma experiência de pagamento ruim causa um efeito negativo em toda a experiência de férias

Imagine que você passou horas pensando nas opções para o melhor feriado e finalmente encontrou o destino perfeito, com um hotel excelente, com horários de voo convenientes e atividades empolgantes. Agora imagine que o preço é apresentado em uma moeda estrangeira desconhecida, que o revendedor de viagens não permite que você pague com seu método usual e você tem a sensação de que o site pode não ser totalmente seguro.


Considerando esse exemplo, fica fácil entender por que 70% dos viajantes dizem que uma experiência de pagamento positiva influencia na hora da escolha do provedor de viagens. Foi para entender melhor esse cenário que a Amadeus realizou o estudo "Pagamentos de viagens sem atrito: da complexidade à vantagem competitiva", uma análise atualizada e importante que investiga o que os viajantes mais valorizam com relação à experiência de pagamento.

De acordo com o estudo, as tendências de viagens e pagamentos estão se juntando e gerando um novo comportamento nos viajantes. Por exemplo, atualmente 74% das pessoas reservam viagens faltando menos de dois meses para a data de partida e jovens millennials fazem isso duas vezes mais do que viajantes com mais de 55 anos. Quando se trata de atender às expectativas de pagamento desse grupo crescente, eles exigem transparência de preços, uma ampla variedade de métodos de pagamento e segurança aprimorada.

Considerando que millennials também têm duas vezes mais chances de abandonar o seu carrinho de compras que os viajantes com mais de 50 anos, os pagamentos representam uma oportunidade significativa de convencimento de compra. Inovações, como pagamento parcelado, são particularmente populares entre millennials, 66% de todos os viajantes confirmaram que estariam mais propensos a comprar com uma opção de parcelamento e 56% disseram que comprariam serviços de maior valor se pudessem estender os pagamentos.

Atualmente o viajante médio conta com mais de quatro métodos de pagamento diferentes ao longo da viagem e por isso 38% dos viajantes citam as opções de método de pagamento (por exemplo, cartões, transferência bancária, e-wallets) como o requisito importante na hora de decisão de compra. No entanto, o que importa ainda mais é a transparência, com 47% dos pesquisados afirmando que taxas e cobranças inesperadas ou surpresas cambiais são um relevante ponto de atrito.

Bart Tompkins, Managing Director, Payments, Amadeus, comentou: "Estou confiante de que 2020 será o ano em que veremos os vendedores de viagens alinhando suas estratégias de pagamento para atender apenas às demandas dos clientes, mas também às suas preferências. Será o ano em que veremos um avanço significativo no fornecimento de uma experiência de pagamento descomplicada em viagens. No entanto, com 75% das empresas de viagens ainda tendo dificuldades em oferecer uma experiência de pagamento simples e consistente, é necessário atender ao desejo dos viajantes e oferecer mais opções, transparência e segurança. Na Amadeus, nos focamos em criar uma ampla gama de parcerias que ajudam nossos clientes a inovar mais rapidamente para atender às demandas de viajantes, que seguem em constante mudança".

Stefan Ropers, President & SVP, Strategic Growth Businesses, Amadeus comentou: "Na Amadeus, temos a missão de tornar as viagens o mais simples possível e, como essa pesquisa deixa claro, os pagamentos são uma área cheia de oportunidades. Se ousarmos pensar de maneira diferente, podemos fazer dos pagamentos uma surpresa agradável, que ajuda a ganhar a confiança e a lealdade dos viajantes".

O estudo inclui uma série de recomendações para que o setor ofereça uma experiência de pagamento mais descomplicada:

• Melhore as opções de pagamento no checkout: monitorando regularmente as tendências de pagamento dos viajantes em seu mercado local e mantendo um processo para testar continuamente diferentes métodos de pagamento.

• Aumente a transparência: integrando a conversão de várias moedas para que os viajantes tenham "certeza de preço" em uma moeda com a qual estejam familiarizados e exibindo claramente quaisquer cobranças antecipadamente.

• Crie confiança: comunique claramente todos os cuidados que você tomou para proteger os dados dos seus clientes e implemente um processo robusto de autenticação de dois fatores.

• Capacite os compradores de última hora: usando API´s abertas e nuvem para fornecer pagamentos consistentes, rápidos e confiáveis, além de personalizar os métodos de pagamento que você oferece a um viajante durante a viagem

• Tranquilize os viajantes com serviços automatizados e pré-agendados: assegurando serviços auxiliares como bagagem extra ou acesso ao lounge antes da viagem e fornecendo opções de "reservar agora, pagar depois" para que as pessoas possam aproveitar o momento, além da modernização de pagamentos em áreas como o aeroporto.

O estudo "Pagamentos de viagens sem atrito: da complexidade à vantagem competitiva" ajuda as empresas de viagens a tomar decisões mais bem informadas sobre como atender às demandas de pagamento dos viajantes que mudam rapidamente.


Metodologia

O estudo foi desenvolvido com base em uma pesquisa global com 5.665 viajantes em dez mercados globalmente representativos, realizada pela Sapio Research em nome da Amadeus. O estudo também se baseia nos resultados de uma pesquisa com líderes de pagamentos de 70 varejistas de viagens, e em uma série de entrevistas com especialistas em pagamentos de viagens da Amadeus.

Imagem: Google Imagens