Destaque Da Semana

IATA Pede Suspensão Das Regras De Slots Para A Temporada De Verão

A Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA) está contactando reguladores de aviação a nível mundial solicitando que as regras que restringem as faixas horárias nos aeroportos sejam suspensas de imediato, e para a temporada de 2020, devido ao impacto do Coronavírus.


De momento, as regras para alocação de slots implicam que as companhias aéreas operem pelo menos 80% dos seus slots em circunstâncias normais. O não cumprimento deste requisito implica que a companhia aérea perca o direito ao seu slot na próxima temporada equivalente.

Dadas as circunstâncias extraordinárias que se vivem na sequência da propagação mundial do Coronavírus, a IATA pede que os regulares moderem este requisito. O Covid-19 está tendo um forte impacto no tráfego aéreo, com as companhias aéreas sofrendo grandes quedas na procura. Existem companhias aéreas mostrando uma quebra na procura de 26% comparativamente ao ano passado, ou reduções de 108% nas viagens para Itália.

As reservas têm vindo a abrandar na aviação e há companhias aéreas a adotar medidas como a implementação de licenças não remuneradas aos seus trabalhadores, congelamento de aumentos salariais e planos de deixar aviões em terra. Dadas as circunstâncias extraordinárias resultantes da atual emergência de saúde pública, a indústria da aviação considera a regra dos 80% pouco própria para a próxima temporada.

A IATA acredita que as companhias aéreas precisam de flexibilidade para ajustar os seus horários de acordo com os desenvolvimentos extraordinários no tráfego. Os reguladores haviam já dispensado esta regra nos mercados atingidos na Ásia. Contudo, a recente propagação mundial implica a necessidade de dispensa desta regra também em outras regiões do mundo.

A Associação avisa não haver certeza que esta dispensa continue durante a temporada de Verão e, como tal, as companhias aéreas não têm capacidade de planejar com antecedência, para garantir um planejamento eficiente de aviões, e tripulantes. O pedido de suspensão desta medida para temporada inteira, até Outubro, permitirá que as companhias aéreas respondam às condições de mercado com níveis de capacidade adequados.

Fonte: Turisver