Destaque Da Semana

Hotelaria: Veja Como Os Estabelecimentos Estão Se Adaptando Às Orientações Das Autoridades

Em vista da pandemia do Covid 19 e das orientações do Governo do Estado do Rio de Janeiro, bem como do Ministério da Saúde, o Laghetto Stilo Barra Rio, hotel localizado na altura do Posto 7 da Barra da Tijuca, está tomando as devidas providências para evitar a propagação do novo vírus, assim como outros empreendimentos na cidade.


Funcionários dentro do grupo de risco estão de férias ou folga (deduzidas de banco de horas pré existente), e todas as áreas de lazer do hotel estão fechadas (piscina, saunas, jacuzzi, brinquedoteca, academia e SPA). Isabel Dourado, gerente geral do Laghetto Stilo Barra Rio, reforça a preocupação pelo bem estar geral. A remarcação de reservas feitas diretamente com o hotel por exemplo, está sendo feita de forma gratuita, no intuito de ajudar os hóspedes.

"Em função da pandemia do coronavírus, os hotéis estão se adequando às normas e decretos divulgados pelo Governo do Estado e Ministério da Saúde, adotando as medidas de higiene e limpeza dos ambientes com álcool em gel 70%. Aqui esse produto já era utilizado na limpeza dos espaços, então reforçamos a limpeza e disponibilizamos o álcool também para os colaboradores, e em locais comuns do hotel para os hóspedes", explica Isabel.

Além disso, avisos com as orientações de prevenção e higiene foram espalhados nas áreas comuns do estabelecimento, no intuito de ajudar os hóspedes a se protegerem e adotarem as medidas necessárias. O restaurante Brasileiro, sob comando do Grupo Cozinha Típica, também está seguindo as orientações e, em vista do atual cenário, o restaurante inicia seu serviço de Delivery pelo aplicativo Ifood,funcionando de 11 às 22 hrs.

Segundo Leonardo Braga, sócio fundador do Brasileirinho, o serviço de Delivery é visto como uma alternativa em face à pandemia do coronavírus. "A nossa preocupação é também com o bem estar dos funcionários, além do ir e vir de cada um. Mas estamos adotando todas as medidas de higienização com álcool 70%, e estamos funcionando apenas com um terço das mesas no espaço físico. Além disso, estamos flexibilizando o horário da equipe de acordo com a demanda do restaurante", explica Braga.

O momento pede iniciativas criativas, e Isabel apoia o movimento do restaurante. "Para ajudar na contenção da propagação do vírus, estamos buscando novas alternativas para que o faturamento dos setores do hotel, como é o caso do restaurante, consiga perseverar", pontua a gerente geral, que conclui ainda que é hora de inovar.

"Sabemos que a economia já está sendo afetada em todos os setores, é hora de buscar alternativas para seguirmos com saúde financeira", reforça Isabel.