Destaque Da Semana

Covid-19: Proteste Traz Orientações Sobre Os Direitos Dos Consumidores Em Passagens Aéreas

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estado de pandemia do vírus

Ontem, a PROTESTE, Associação de Consumidores, trouxe algumas orientações sobre o cancelamento de passagens áreas devido ao coronavírus. O Covid-19 está avançando pelo mundo desde o seu surgimento, em dezembro de 2019, na China. Na quarta-feira (11), a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estado de pandemia do coronavírus, orientando os governos a conterem a circulação do vírus.


No entanto, muitos consumidores já tinham agendado viagens para países onde o vírus foi detectado - onde segundo o Diretor de Relações Institucionais e Mídia da PROTESTE, Henrique Lian, as companhias aéreas devem ressarcir o consumidor que decidir cancelar uma viagem à Europa, em razão do coronavírus, ou remarcar a viagem sem custos.

“Essa é uma situação muito excepcional, chamada de emergência de saúde pública. No caso da Itália, por exemplo, é mais sério ainda, porque há medidas das autoridades locais para que as pessoas não entrem ou saiam do país. Portanto, tanto uma empresa aérea pode cancelar seus vôos para a Itália, quanto o passageiro pode desistir dessa viagem”, diz Lian.

Além disso, a situação do coronavírus está escalando e a tendência é que todos os 29 países da União Europeia adotem posturas semelhantes em relação ao trânsito nacional e internacional de pessoas. “A Espanha já está com fechamento de cidades, caminhando para um fechamento de país”, afirmou Henrique.

Para mais informações entre no site da PROTESTE: www.proteste.org.br.

Imagem: Google Imagens