Destaque Da Semana

IATA: Tendência Da Demanda De Passageiros Continua Negativa Em Fevereiro




CEO Da Ryanair Envia Carta À Imprensa E Aos Passageiros, Confira

"Queridos clientes,

Toda a equipe da Ryanair está trabalhando duro para oferecer vôos de repatriação e salvamento para muitos Governos da UE. Nós também estamos oferecendo nossas aeronaves para vôos de emergência médica, incluindo de/para a China. Os nossos pilotos, engenheiros e outros profissionais vão continuar a tentar ajudar os Governos da UE onde podemos por essa crise de Covid-19.


Como a maioria dos países da UE impuseram proibições de voo ou outras restrições, mais de 90% dos aviões da Ryanair vai ser aterrado para as próximas semanas. Iremos cumprir com estas restrições em todos os momentos. Estamos todos trabalhando com os Governos da UE para tentar manter algum número mínimo de ligações de vôo por razões de emergência, embora as cargas de passageiros destes vôos seriam muito baixas.

Para a próxima semana (Sex, 27 Mar até Qui, 02 de abril), a Ryanair vai operar vôos diários ou semanais sobre as seguintes rotas; (todos os detalhes informações dos vos estão no nosso website em www.ryanair.com)


De / Para Irlanda

Dublin - Londres (STN)
Dublin - Londres (GAT)
Dublin - Birmingham
Dublin - Bristol
Dublin - Edimburgo
Dublin - Glasgow
Dublin - Manchester
Dublin - Amsterdam
Dublin - Bruxelas
Dublin - Berlim
Dublin - Lisboa
Dublin - Colônia
Cork - Londres (STN)


De / Para Reino Unido

Londres (STN) - Dublin
Londres (GAT) - Dublin
Birmingham - Dublin
Edimburgo - Dublin
Bristol - Dublin
Glasgow - Dublin
Manchester - Dublin
Londres (STN) - Eindhoven
Londres (STN) - Lisboa
Londres (STN) - Cork
Londres (STN) - Berlim
Londres (STN) - Budapeste

Todos estes aviões são desinfetados diariamente, com cargas baixas de distanciamento social, e serão otimizados On-Board, e pedimos a todos os passageiros a cooperar plenamente com as nossas equipes que estão fazendo o seu melhor nos momentos difíceis de manter ligações vitais de/para a Irlanda e de/para o Reino Unido para facilitar nossos passageiros, e suas famílias, para lidar com emergências que podem exigir urgências durante a viagem ao longo dos próximos dias, e semanas.

Ryanair pede desculpas sinceramente para o aterramento sem precedentes de nossa frota de aeronaves e quaisquer interrupções que nós podemos ter causado com estes agendamentos, mas devemos todos juntos trabalhar com os governos da UE para minimizar o impacto da Covid-19 para os nossos cidadãos, e nossos serviços de saúde.

Como todos nós trabalhamos para responder à Covid-19 pandemia, vamos cuidar de nós mesmos, uns aos outros, nossas famílias, e nossas comunidades."

Com os melhores cumprimentos,

Michael O'Leary
CEO do grupo
25 março de 2020