Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

IAG Transporta +4,7% E Atinge Total De 118,25 Milhões De Passageiros Em 2019

O IAG, grupo de que fazem parte a British Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus e a Level, informou hoje que as suas companhias aéreas transportaram em 2019 um total de 118,25 milhões de passageiros, com um aumento em 4,7% ou 5,3 milhões de passageiros em relação ao ano de 2018.


A informação disponibilizada pelo grupo mostra que a companhia que mais contribuiu para o aumento do número de passageiros foi a low cost espanhola Vueling, que transportou mais 1,84 milhões de passageiros (+5,6%) em 2019 que em 2018, tendo realizado assim 34,6% do aumento de passageiros do grupo.

O segundo maior contributo foi da espanhola Iberia, que concluiu 2019 com mais 1,5 milhões (+7,2%) de passageiros que em 2018, o que representa 28,4% do aumento total do grupo.

Depois esteve a Level, companhia mais recente criada de raiz pelo grupo para operar vôos low cost de longo curso, a qual teve um aumento de 1,01 milhões de passageiros (+116,5%), que equivale a 18,9% do crescimento do número de passageiros a viajarem com o grupo.

A British Airways, maior companhia do IAG, teve em 2019 mais 758 mil passageiros que em 2018 (+1,6%), o que representa 14,2% do aumento total do grupo, e a irlandesa Aer Lingus teve um contributo de 5,2%, com um aumento de 278 mil passageiros (+2,4%).

Ainda assim, a British Airways mantém-se a maior companhia do IAG em número de passageiros, com 47,71 milhões em 2019, seguida pela Vueling, com 34,56 milhões, a Iberia, com 22,44 milhões, a Aer Lingus, com 11,64 milhões, e a Level, com 1,87 milhões.

A British Airways e a Aer Lingus perderam ‘peso’ no total de passageiros do grupo, baixando respectivamente 1,2 pontos, para 41,6%, e 0,2 pontos, para 9,9%. A Vueling subiu 0,3 pontos, para 29,2%, a Iberia subiu 0,4 pontos, para 19%, e a Level subiu 0,8 pontos, para 1,6%.

Em RPK (do inglês para passageiros x quilômetros voados), ou seja, ponderando o número de passageiros pelas distâncias voadas, o ‘retrato’ da evolução do IAG é bem diferente, com Level e Iberia a destacarem-se pelos respectivos contributos para o crescimento do grupo, que teve um aumento de 5,6% ou 15.089 milhões de RPK, atingindo um total de 285.745 milhões.

O maior contributo para o crescimento foi da Iberia, com mais 5.717 milhões de RPK (+9,8%) que em 2018, seguida pela Level, que sendo mais recente está a com expansão mais acelerada, com mais 3.674 milhões de RPK (+84,7%), British Airways, com mais 3.403 milhões (+2,2%), Vueling, com mais 1.437 milhões (+4,5%), e Aer Lingus, com mais 1.237 milhão (+5,3%).

Ainda assim e embora a perder quota, a British Airways é a companhia do IAG com mais tráfego transportados no ano de 2019, com 155.580 milhões de RPK, o que equivale a 54,4% do total do grupo, 1,8 pontos aquém da quota que tinha em 2018 (56,2%).

Segue-se a Iberia que, com 63.991 milhões de RPK ‘vale’ 21,5% do total do grupo, +0,9 pontos que em 2018, seguida pela Vueling, que como companhia focada no curto e médio cursos ‘junta’ menos RPK que as companhias de rede, com 11,7%, correspondentes a 33.410 milhões de RPK.

A Aer Lingus representou 8,7% do total de RPK do IAG em 2019, com 24.753 milhões, e a Level representou 2,8%, com 8.011 milhões de RPK.