Destaque Da Semana

IAG Relata Prejuízo Operacional De € 1,3 Bilhão No 4º Trimestre

Latam Airlines Registrou Crescimento De 6,6% No Número De Passageiros Em Agosto

Seguindo a tendência dos últimos meses, a Latam Airlines registrou em agosto, um aumento acentuado no número de passageiros transportados, fator recorrente na quantidade de tráfego de passageiros. O aumento responde ao sucesso das políticas de estímulo da procura e também um melhor cenário no mercado brasileiro como expressos em valores RPK e passageiros transportados, tudo sem aumentos significativos na oferta.


De acordo com estatísticas divulgadas pela companhia aérea, em agosto, o RPK aumentou em 2,5% para 10.503 bilhões de pagamentos de passageiros. O crescimento é impulsionado pelo aumento de 8,2% e 9,6% sendo relatado para os mercados doméstico em países de língua espanhola e Brasil, respectivamente, em oposição ao segmento internacional com queda de 2,2%.

Capacidade, medida em número de assentos disponíveis por quilômetro (ASK, por sua sigla em Inglês), é estável - com nenhuma diminuição significativa de 0,2 pontos percentuais para um total de 12.525 bilhões de lugares oferecidos. O baixo encolhimento é determinado pelo mercado internacional (5,6%) e aumentou o número de assentos no mercado doméstico (6,5% em países de língua espanhola e 7,2% no Brasil).

A ocupação média dos vôos continua sem grandes alterações, fechando o oitavo mês em 83,9%, o que representa uma melhoria de 2,3 pontos percentuais, com o Brasil no mercado que registrou um melhor desempenho considerando o aumento da oferta. No entanto, a contração nos mercados internacionais permite que este segmento continue a registrar a maior taxa de ocupação atinge 85,6%.

Em termos de passageiros transportados, em agosto, mais de 6,3 milhões de passageiros em vôos da Latam Airlines representando um aumento significativo de 6,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. Ao contrário de outras estatísticas operacionais, os países de língua espanhola noticiou o melhor desempenho com crescimento de 9,9%, seguido pelo Brasil com 9,5%.

Fonte: Aero Latin News - Aerolíneas
Imagem: Google Imagens

Comentários


Banner 3