Destaque Da Semana

Hyatt Planeja Abrir 85 Hotéis Ainda Neste Ano De 2019

As novas aberturas, realizadas, de abril a junho, contribuíram para um aumento de 12,6% nas habitações

A rede Hyatt Hotels Corporation planeja abrir 85 hotéis durante o ano fiscal de 2019, cinco propriedades a mais do que seu plano de expansão inicial, após rever suas expectativas anuais, após fechar o segundo trimestre do ano com 22 inaugurações, equivalentes a uma oferta de 3.909 quartos - onde as novas aberturas, realizadas, de abril a junho, contribuíram para um aumento de 12,6% nas habitações, do grupo norte-americano, em relação, ao segundo trimestre de 2018.


Em 30 de junho, o grupo com sede, em Chicago, e operando sob 19 marcas, assinou contratos sob franquia ou administração para 460 hotéis com uma oferta de 92.000 quartos (contra 91.000, em 31 de março). Atualmente, seu portfólio de estabelecimentos é de 875 propriedades, em mais de 60 países.

Em Espanha, o grupo hoteleiro associou-se à Hesperia Hotels & Resorts, uma cadeia espanhola com a qual assinou dois acordos de franquia para a abertura de dois estabelecimentos, localizados em Madrid e Barcelona, ​​sob a marca Hyatt Regency, para os quais a cadeia espanhola manterá a propriedade, e sua gestão operacional.

É o 'Hyatt Regency Hesperia', de 171 quartos (até agora o Hotel Hesperia Madrid) e o 'Hyatt Regency Barcelona Fira' (até agora Hotel Hesperia Barcelona Tower) de 280 quartos, que serão inaugurados sob esta marca a partir do quarto trimestre deste ano. Os dois têm uma categoria de cinco estrelas, e constituem dois dos ativos mais valiosos da cadeia Hesperia.


Verificar Previsões

O Hyatt, que revisou suas projeções anuais no final de julho, espera fechar 2019 com um aumento entre 1%, e 2%, de sua receita por quarto disponível (RevPar); um dos principais indicadores do setor - em relação à faixa de crescimento, que era de 1% à 3% estimado anteriormente, no mesmo periodo de 2018.

Além disso, espera colocar seu lucro operacional bruto ajustado (Ebitda) para o ano inteiro entre 755 milhões e 775 milhões de dólares (680,6 milhões e 698 milhões de euros), em comparação com a bifurcação inicial de 780-800 milhões de euros, em torno de 703-721 milhões de dólares.

Esses ajustes devem-se principalmente aos problemas relacionados à construção de várias propriedades, em Austin, Texas e Lenox, em Massachusetts, e ao impacto da venda de sua participação na empresa proprietária do 'Grand Hyatt San Francisco', conforme declarado em seu relatório de contas semestrais.

O Hyatt aumentou seus ganhos no segundo trimestre em 11,6%, para 86 milhões de dólares (77,4 milhões de euros), com 13,7% a mais de receita, para 1,289 bilhão de dólares (1,161 bilhões de euros). No primeiro semestre reduziu seu lucro atribuído em 69,4%, para 149 milhões de dólares (134,2 milhões de euros) em relação ao mesmo período de 2018 para os investimentos realizados, com um aumento de 12,8% no faturamento.

Fonte: Agenttravel - Alojamiento

Comentários