Costa Rica Vai Investir Cerca De US$ 160 Milhões Para Modernizar Aeroportos

O Conselho Técnico da Aviação Civil (CETAC) e a Direção Geral de Aviação Civil (DGAC) investirão cerca de 160 milhões de dólares - em infra-estrutura aeroportuária, na Costa Rica

Em uma coletiva de imprensa no Aeroporto Internacional Juan Santamaría, ambas as entidades apresentaram o plano de execução 2019-2020, que revela que com esse fundo modernizarão os aeródromos locais, e os terminais internacionais - dentro de dois anos.


O presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado, disse que "estamos demonstrando que somos capazes de impulsionar a economia local, e nacional, e incentivar o turismo através do fortalecimento da infraestrutura aeroportuária do país" e acrescentou que "com essa convicção, estamos contribuindo para gerar oportunidades de criação de emprego."

A modernização inclui os aeródromos de Palmar Sur, Golfito, Pérez Zeledón, Guápiles, Quepos, Tortuguero, Coto 47, Puerto Jiménez e Tobías Bolaños, bem como os aeroportos internacionais Daniel Oduber, da Libéria, na província de Guanacaste, e Juan Santamaría, em Alajuela. Entre os terminais aéreos também aparece a província de Limón.

O chefe da DGAC, Guillermo Hoppe, destacou com esse esforço, que o país busca impulsionar a recuperação econômica, aumentar o turismo local e internacional, motivar a produção, o comércio, e a conectividade, em todas as regiões do território nacional.


Comentários