Destaque Da Semana

IAG Relata Prejuízo Operacional De € 1,3 Bilhão No 4º Trimestre

Air Europa E Air France-KLM Criam ´Joint Venture´ Para A América Latina

Após um ano, a Air Europa e a Air France-KLM finalmente criaram uma joint venture para operar rotas com a América Latina e fortalecer sua competitividade com as companhias aéreas IAG e Latam Airlines

Embora, durante alguns anos, a Air Europa tenha estado na periferia da joint venture transatlântica da Air France-KLM e da Delta Airlines, no verão passado começaram as negociações concretas com o grupo franco-holandês, e uma análise legal para a constituição desta joint venture.


Segundo fontes da Globalia, a nova aliança implica alcançar acordos bilaterais, e novas permissões e autorizações com países da região, incluindo, em princípio, o Brasil, e a Argentina. A joint venture fortalecerá a oferta das três empresas e suas contas, uma vez que compartilharão custos e receitas.

No ano passado, a Air Europa e a Air France-KLM informaram que estavam finalizando os termos de um novo contrato de joint venture para seus vôos entre a Europa e a América Latina, o que permitiria aos membros ampliar sua oferta e melhorar seus negócios e oportunidades de viagens do respectivo passageiro. Eles também iniciaram uma análise jurídica aprofundada das modalidades deste acordo futuro, a fim de garantir o cumprimento das leis e regulamentos em vigor.

Por muitos anos, tanto a Air France quanto a KLM têm acordos de colaboração com a Air Europa. O acordo que eles mantêm atualmente é focado principalmente em acordos de codeshare entre Paris e Amsterdã, de um lado, e Madri, de outro.

Especificamente, a Air France e a Air Europa iniciaram seu acordo de codeshare em 2003, que atualmente cobre 21 rotas na Europa. Por outro lado, a KLM colabora com a empresa espanhola com codeshares desde 2002, com 19 rotas na Europa. A Air Europa aderiu à aliança SkyTeam em 2007.

A complementaridade das respectivas redes dessas empresas de e para a América do Sul e Central trará benefícios aos clientes, "tanto com melhores conexões quanto com maior oferta de assentos, abertura de novas rotas e vôos diretos entre os dois continentes", afirmou as empresas.

Fonte: Aero Latin News - Destacado
Imagem: Google Imagens

Comentários


Banner 3