Aeroporto De São Francisco Inaugura Harvey Milk Terminal 1

O Aeroporto Internacional de São Francisco, nos EUA, já inaugurou o Harvey Milk Terminal 1, o primeiro terminal do mundo com o nome de um membro da comunidade LGBTQ+, que resulta de um investimento de € 2,14 bilhões, e que promete revolucionar a experiência dos passageiros

Numa nota informativa enviada à imprensa, o Aeroporto Internacional de São Francisco explica que “Harvey Milk foi o primeiro homem gay assumido a ser eleito para um cargo público na Califórnia” e integrou, durante 11 meses, o Conselho de Supervisores de São Francisco até ser assassinado, juntamente com o presidente da Câmara da cidade, George Moscone, em 1978.


“O Harvey Milk Terminal 1 define um novo benchmark para a experiência no aeroporto e representa um tributo à vida e ao legado de um dos primeiros líderes dos direitos civis. O SFO é, para milhões de pessoas do mundo inteiro, a primeira impressão da Baía de São Francisco e o Harvey Milk Terminal 1 incorpora tudo o que torna esta região tão especial”, considera Ivar C. Satero, diretor do Aeroporto Internacional de São Francisco, citado no comunicado enviado à imprensa.

Para homenagear Harvey Milk, o Aeroporto Internacional de São Francisco preparou ainda a exposição ‘Harvey Milk: Mensageiro de Esperança’, que ocupa quase 120 metros e inclui 100 imagens, assim como assim como arte e lembranças de Harvey Milk.

O novo Harvey Milk Terminal 1 vai revolucionar a experiência dos passageiros, já que conta com janelas do chão ao teto que escurecem de acordo com a luz solar e aberturas no teto que permitem a entrada de luz; portas de embarque concebidas como lounge rooms, com 2.134 lugares sentados; a primeira casa-de-banho multiusos num aeroporto e para todos os gêneros, além de outra exclusiva para animais; arte produzida especificamente para o local; elevadores, passadeiras e escadas rolantes com energia própria; e um sistema de transporte de malas com eficiência energética.

Fonte: Publituris - Transportes