Vendas Em Viagens Corporativas Crescem 11,1% No 1ºT

A pesquisa de vendas da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) confirma e até supera expectativas otimistas manifestadas pelos dirigentes no final do ano passado. O avanço geral de 11,1%, em volume de vendas, corresponde à oscilação de R$ 2.290.412.817 para R$ 2.545.679.368 - onde o estudo foi processado pelo BI da entidade e envolve o total das transações realizadas pelas agências associadas, na comparação do mesmo período de 2018 e 2019.


Em números absolutos, o resultado positivo foi puxado pelo desempenho do aéreo e da hotelaria nacionais. Juntos, representaram mais de 60% do valor monetário apurado: R$ 1.458.542.563 do total vendido de R$ 2.545.679.368. Em termos percentuais, o segmento aéreo nacional cresceu 11,3% e a hotelaria nacional 35,7%, na comparação dos primeiros trimestres de 2018 e 2019.

Por outro lado, o aéreo internacional, ainda que represente o 2º maior valor agregado dos segmentos analisados, apresentou queda de 4,1% - recuando de R$ 689.770.178 para R$ 661.221.018. Os maiores declínios percentuais ocorreram com os segmentos de Cruzeiros Internacionais (-74,7%) e Pacotes de Viagem Internacional (-48,8%).

Em valores nominais, recuaram de R$ 215.977 e R$ 4.463.260 para R$ 54.602 e R$ 2.285.269, respectivamente. O maior salto percentual deu-se no segmento Seguro Viagem Nacional: 131,1%. Ou seja, um salto de R$ 4.801.628 para R$ 11.097.395. No mesmo recorte, a Locação Nacional cresceu 39,2% (de R$ 27.687.577 para R$ 38.544.129). E a Hotelaria Internacional evoluiu 31,3% (de R$ 119.873.827 para R$ 157.422.019).

No que se refere ao market share do comparativo geral das vendas do 1º trimestre de 2019, o segmento Aéreo Nacional representou 39,7% do total. Seguiram Aéreo Internacional (26,1%); Hotelaria Nacional (17,8%); Hotelaria Internacional (6.2%); e Locação Nacional (1,5%). Somados, alcançam 91,3% do total. Os 8,7% restantes estão pulverizados em 11 segmentos.

Fonte: Panrotas - Estudos

Comentários