Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

Satisfação De Paxs Aumenta Com Rastreio De Bagagens On-Line

A Sita divulgou sua pesquisa Passenger IT Insights de 2019, revelando que os passageiros estão exigindo mais serviços móveis em relação às bagagens, uma vez que, quando disponíveis, os níveis de satisfação aumentam consideravelmente. De acordo com o estudo, no último ano, 26% dos passageiros usaram seus celulares para atualizações de status de malas nos desembarques, representando um aumento de 14% em comparação com 2017.


Em 2018, os viajantes que usaram tal tipo de serviço ficaram 8,6% mais satisfeitos do que aqueles que usaram os tradicionais anúncios de voz, ou as telas de informações de voo, para obter informações. Segundo o relatório, aqueles que dependiam de anúncios tradicionais avaliaram a etapa com uma das notas mais baixas de suas viagens.

“Os aeroportos e companhias aéreas estão cada vez mais rastreando as bagagens em momentos chave da jornada. Embora esses dados de rastreamento sejam usados principalmente para fornecer uma melhor supervisão da bagagem e reduzir o manuseio incorreto, muitas operadoras estão fornecendo algumas ou todas essas informações como um serviço móvel. Isso está sendo feito por meio do aplicativo móvel da empresa aérea ou do aeroporto, além do SMS”, disse o diretor de Bagagens da Sita, Peter Drummond.

“Como vimos na pesquisa, esse serviço tem um impacto tremendamente positivo na experiência dos passageiros no aeroporto. Ele fornece um estímulo significativo para a maneira como eles percebem suas viagens, enquanto reduz a ansiedade em torno da bagagem”, continuou Drummond.

Atualmente, as companhias aéreas que usam a tecnologia fornecida pela Sita para rastrear bagagens estão desfrutando de uma redução de até 30% nas taxas de manuseio incorreto.

“Mais de 4,3 bilhões de bagagens foram despachadas por passageiros em todo o mundo. Esta é uma média de 1,2 mala por pessoa, sendo 0,12 superior à registrada no ano anterior. Tal aumento deve impulsionar a demanda por mais serviços, já que os passageiros querem saber onde suas malas estão em todos os momentos”, completou o executivo da Sita.

Na 13ª edição do Sita Passenger IT Insights, foram analisados 19 países nas Américas, Ásia, Europa, Oriente Médio e África, representando mais de 70% do tráfego global de passageiros.


Comentários