Destaque Da Semana

Gatwick Lança Novo Serviço Para Passageiros Com Necessidades Especiais

O Aeroporto de Gatwick lançou um novo serviço que permite aos passageiros cegos e deficientes visuais chamar agentes para ajudar a guiá-los através do aeroporto

Disponível gratuitamente e 24 horas por dia, o serviço on-demand pode ser acessado através do aplicativo Aira em um smartphone. Os passageiros com necessidades especiais podem ligar para os agentes treinados profissionalmente que os ajudarão a ler documentos ou até mesmo a encontrar sua mala no carrossel de bagagens. O serviço está sendo oferecido em caráter experimental por um período de seis meses em colaboração com a transportadora easyJet.


O presidente do grupo consultivo de assistência especial da easyJet, Lord David Blunkett, disse: “Esta é uma grande experiência e inovação que sei que ao longo do tempo será uma mudança de vida em termos de proporcionar igualdade aos passageiros com pouca ou nenhuma visão."

“Esse avanço tecnológico extremamente inovador permitirá que a parceria entre a easyJet e o Gatwick demonstre, para uso futuro em aeroportos aqui e em todo o mundo, como um aplicativo simples e o acréscimo a um iPhone ou outra tecnologia similar podem fazer a diferença. "

Para usar o serviço, os passageiros terão que baixar e instalar o aplicativo Aira. O aplicativo também oferece as informações mais recentes sobre planos de viagem individuais de um passageiro, incluindo informações de voo e conexões, entre outros serviços.

O Aeroporto de Gatwick disse que 12.000 passageiros por ano informam ao aeroporto que eles são cegos ou parcialmente cegos. A nova solução tornará a jornada livre de problemas para esses passageiros.

Chris Woodroofe, diretor de operações do aeroporto de Gatwick, disse: "Os aeroportos são ambientes complexos e esse novo sistema ajuda a dar aos passageiros cegos e com deficiência visual mais independência para que possam relaxar e aproveitar mais facilmente seu tempo no Gatwick".

O Gatwick já tem trabalhado com o RNIB para garantir que o aeroporto tenha processos e serviços apropriados para ajudar os passageiros com deficiência visual e visual.


Comentários