Veja 5 Passos Para A Transformação Digital De Sua Empresa

O caminho escolhido pelo executivo para descobrir a resposta foi seguir o dinheiro. Berteli fez isso na Elo em 2018, e decreta: as novidades para o segmento mobile onde serão as tendências para este ano - e para os próximos.


Nosso modo de consumir viagens está mudando constantemente. O mundo digital domina, de ponta a ponta, a jornada do viajante, desde as pesquisas dos destinos, passando pela busca de passagens e hotéis, a hora da reserva e, enfim, a viagem em si. Com isso cresce também o número de soluções digitais nos diversos segmentos da cadeia do trade.

“É fato que já existe uma quantidade de opções gigante no mercado digital. Mas isso nos leva a refletir: será que esse mercado não está saturado ?”, questiona o CIO da Elo, Hamilton Berteli, durante sua palestra “Transformação Digital”, no Fórum PANROTAS 2019.

O estudo da empresa de cartões de crédito descobriu que, dos pouco mais de US$ 18 bilhões investidos em novidades especificamente para a indústria de viagens no ano passado, US$ 13,8 bilhões foram para serviços e softwares mobile commerce (o eCommerce para smartphones), dinheiro convertido em 355 novos negócios de startups.

“Inevitavelmente é o consumidor que comanda para onde os investimentos devem ir. E o cliente de hoje busca suas viagens, reserva e compartilha suas viagens pelo mobile”, resume Hamilton Berteli.

Partindo desta base, o CIO da Elo determinou cinco passos para as empresas seguirem na hora de passar por uma transformação digital, inclusive determinando em quais áreas os players do Turismo devem focar seus investimentos; confira abaixo:

CINCO PASSOS PARA A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

1 - Estratégia Digital

Começar a transformação digital de sua empresa não deve ter como foco a tecnologia - ela é nada mais do que um grande habilitador para a digitalização. A Estratégia Digital deve, assim, centralizar em outro na hora de criar seu mindset: o consumidor.

“Ganharão espaço no mercado as empresas que descobrirem como a tecnologia pode facilitar a experiência do seu cliente. Para isso, basta entender quais são os principais pontos de contato com o mobile ou internet na jornada do viajante e, a partir disso, procurar tecnologias que agilizem o processo e reduzam os atritos nestes momentos”, explica Berteli.


2 - Business Agility

A ideia de que você pode planejar novos produtos em ciclos de três ou cinco anos está ultrapassada.

O desenvolvimento de novas tecnologias no mercado hoje é extremamente mais rápido que isso, e a empresa que esperar anos para se adaptar ficará para trás na concorrência. Daí a importância do Business Agility, a agilidade da empresa em se adaptar aos novos modelos de negócio e inovações tecnológicas que surgem no mercado.

“Aprender rápido, tomar decisões sem grande demora e ter um setor dedicado exclusivamente à responder e incorporar novidades do setor ao seu produto, em ciclos, cada vez menores do mercado - onde a empresa que conseguir seguir isso se manterá competitiva no mercado”, explica Hamilton Berteli.


3 - Jornada do cliente + dados = personalização

Para alcançar a personalização extrema dos seus serviços, dois pontos principais devem ser analisados: a jornada de seus cliente, e os dados coletados sobre seu público-alvo. As descobertas a partir disso devem determinar os novos produtos e apostas da empresa - afinal, como sempre, “o consumidor manda.”


4 - Estratégia de ecossistema (inovação aberta + M&A)

A empresa não pode se fechar à parceria com outros nomes do mercado. “Ninguém pode pensar que todos os grandes talentos estarão dentro da empresa, por maior que seja a equipe”, alerta o CIO da Elo. Faz parte da transformação digital reconhecer que muitas tecnologias e novidades virão de fora, e devem ser integradas à seu produto via parcerias.

Uma maneira de ganhar da concorrência neste sentido é investir em novas startups, com programas de aceleração ou hackathons - deste modo a tecnologia entrará no mercado primeiro em sua empresa.


5 - Integração rápida ao core

O seu produto, serviço ou sistema precisa ter flexibilidade para integrar rapidamente novidades tecnológicas do mercado ao seu core business. Seja a inovação de uma grande concorrente ou uma pequena startup. “A empresa que mais rápido fizer essa integração chegará primeiro ao seu público, aumentando o número de clientes”, encerra Hamilton Berteli.

O Fórum PANROTAS 2019 conta com aliança institucional da CNC Sesc Senac, patrocínio de Accor Hotels, Aerolíneas Argentinas, Air Europa, Alitalia, Assist Card, AM Resorts, Best Western Hotels & Resorts, Beto Carrero World, Elo, Fecomercio São Paulo, Gol, Delta e Air France-KLM, GTA Assist, Iberia/British, Iberostar, Localiza Hertz, Omnibees, Pegasus, R1 Audiovisual, Reserve, Royal Palm Hotels & Resorts, Sabre, Tes Cenografia, Villa Blue Tree, Visit Orlando, Wex, Wyndham Hotels & Resorts e apoio da Aviva, Cep Transportes, CVC Brasil, Pegasus Transportation, Tour House e Vice Versa.