Destaque Da Semana

IAG Relata Prejuízo Operacional De € 1,3 Bilhão No 4º Trimestre

Argentina Destina US$ 17 Milhões Para Tecnologia De Segurança Nos Aeroportos

Segurança e confiabilidade de informações meteorológicas trazem algumas melhorias, significativas, nos aeroportos na Argentina, graças a arte da tecnologia de medição chamado AWOS, que serão instalados nos 31 aeroportos nacionais (Catamarca, Comodoro Rivadavia, Córdoba, Corrientes, El Calafate, Bahia Blanca, Esquel, Formosa, Jujuy, La Rioja, Mendoza, Neuquén, Paraná, Posadas, Puerto Iguazu, Rio Gallegos, Rio Grande, Rosario, Salta, San Fernando, San Juan, San Luis, San Martin de Los Andes, San Rafael Santa Rosa, Santiago Del Estero, Termas de Rio Hondo, Trelew, Tucumán, Ushuaia e Viedma).


"Esse novo investimento vem substituir os sistemas obsoletos. São investimentos que nunca foram feitos e são necessários para continuar crescendo. Com essas informações, maximizamos que os aviões terminem no destino, o tempo de voo seja reduzido, os desvios sejam evitados. E feito com um processo de licitação internacional transparente, onde ganhou a melhor tecnologia com o melhor preço, e também significa que uma empresa finlandesa de novo apostar no país. " declarou Guillermo Dietrich, o ministro dos Transportes.

A assinatura da aquisição da nova tecnologia foi realizada na semana passada no Ministério dos Transportes - onde participou o ministro, Guillermo Dietrich, o Presidente da EANA - Companhia Argentina de Air Navigation SE Ing. Gabriel Giannotti e representantes da empresa finlandesa Vaisala. Considerando a aquisição e instalação do equipamento, o contrato tem um orçamento de € 14,8 milhões: € 8,8M para a aquisição do equipamento e € 6M para a sua instalação. O início da instalação do primeiro equipamento está previsto para o segundo semestre de 2019, iniciando em Córdoba, prosseguindo em San Fernando e durará dois anos até a conclusão dos 31 aeroportos.

A melhoria contínua dos padrões de segurança tornou-se um elemento fundamental do gerenciamento do espaço aéreo e do aeroporto, realizado pelo governo nacional por meio do EANA. A aquisição da nova tecnologia vai nessa direção, graças a uma maior qualidade da informação meteorológica. Até agora, a observação e medição de fenômenos meteorológicos é realizada por um observador de um único ponto do aeroporto. A AWOS, por outro lado, fornece dados pontuais, localizados na área de contato da pista instrumental - aquela em que ela aterra quando as condições climáticas a exigem - para executar aterragens precisas de forma mais confiável.

Os sistemas AWOS fornecem dados de aeródromo precisos, em todas as condições meteorológicas, permitindo que os operadores tomem decisões operacionais para aterrissagens e decolagens. Esses dados são usados para fazer relatórios e previsões do tempo precisos e confiáveis, que são de suma importância para pousos em condições climáticas adversas. Isso simplificará as operações, evitando atrasos e desvios para aeroportos alternativos, tudo em busca da segurança operacional. Os equipamentos adquiridos pela EANA já operam em mais de 200 aeroportos no exterior e estão em conformidade com os respectivos regulamentos da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Basicamente, um AWOS consiste em uma série de sensores climáticos de superfície de alta precisão - na qual dependendo da configuração particular adotada para cada aeroporto, os parâmetros que mede e calcula são, entre outros: alcance visual na pista; altura das nuvens; visibilidade; direção e intensidade do vento; pressão; temperatura, umidade; e radiação solar para o cálculo das horas de operação diurna. Além disso, um sensor de presença Tempo executa medições em tempo real da precipitação, a intensidade, a visibilidade e a redução da causa, e distingue entre diferentes formas de precipitação (névoa, névoa, chuva, congelação chuva, chuvisco, misturado chuva / neve, e grãos de neve e granizo, entre outros).

Todas as informações fornecidas por um AWOS são exibidas nas telas da Estação Meteorológica, na torre de controle, no escritório de informações aeronáuticas do aeroporto e no Departamento de Meteorologia da EANA.

"Para EANA, Segurança Operacional e Qualidade de Serviço são questões estratégicas", disse o Presidente e Gerente Geral da EANA, Eng. Gabriel Giannotti.

"Temos um compromisso claro de otimizar nossos processos e recursos, bem como obter o melhor desempenho em segurança operacional. Em um contexto atual de modernização contínua dos serviços de navegação aérea do país, como parte essencial da Revolução de Aeronaves, fizemos um investimento de 14,8 milhões de euros para a incorporação de equipamentos AWOS em 31 aeroportos."

A nova tecnologia para medição meteorológica é adicionada aos sistemas de detecção de raios já instalados em 9 aeroportos. O serviço de Detecção de Descarga Elétrica fornece informações com alertas que detectam os raios que ocorrem entre as nuvens e aqueles que têm impacto no solo e informam onde ocorrem as descargas (localização geográfica com uma precisão inferior a 175 m) - onde estes dados permitirão estimar o efeito que tais descargas podem ter nos aeroportos e suas operações, para preservar melhor a segurança do pessoal que trabalha nas plataformas aeroportuárias e também encurtar a suspensão das operações nos aeroportos quando produz atividade elétrica, evitando interrupções desnecessárias.

A EANA já instalou o sistema em Aeroparque, El Palomar e Ezeiza, quando foram lançadas operações de segurança antes do G20, e depois também em Córdoba, Iguazú, Rosário, Salta, San Fernando e Tucumán. Em uma próxima etapa, você irá instalar o serviço em Bahia Blanca, Formosa, Iguazú, Jujuy, Catamarca, La Rioja, Mar del Plata, Mendoza, Paraná, Posadas, Resistencia, Rio IV, San Juan, San Luis, Santa Rosa, Santiago del Estero, Sauce Viejo (S. Fe) e Termas de Rio Hondo.


Comentários


Banner 3