Destaque Da Semana

Iberia Reduz Estrutura Para Enfrentar Crise De Covid-19

157 Mortos Em Acidente De Avião Da Ethiopian Airlines

Depois da decolagem de Addis Abeba, o avião da Ethiopian Airlines caiu matando 157 passageiros e tripulantes a bordo. Aeronave era um Boeing 737 amplamente utilizado e com bom histórico de segurança era o aparelho envolvido no acidente. Após a partida do Aeroporto Internacional de Bole, na capital da Etiópia, o voo estava indo para Nairobi e perdeu o contato depois de seis minutos.


O governo disse que 32 quenianos estavam entre as 157 pessoas a bordo e que o secretário do gabinete de transporte, James Macharia, disse que o avião, em direção a Nairóbi, tinha passageiros de 34 países. Além disso, o governo queniano enviou uma equipe a Adis Abeba para obter informações mais precisas, e atualizadas.

No Boeing 737-800 MAX, o voo tinha nacionalidades variadas, como Canadá (18), Egito (6), Etiópia (9), França (7), EUA (8), Holanda (5), Eslováquia (4), Suécia (3), China (8) e Grã-Bretanha (7).

Um comunicado da Ethiopian Airlines divulgado momentos após a tragédia afirmou que a aeronave B-737-800 MAX com o número de registro ET-AVJ decolou às 08:38, hora local, de Addis Abeba, do Aeroporto Internacional de Bole e perdeu o contato às 08:44.

Em menos de cinco meses, este seria o segundo maior incidente fatal envolvendo o Boeing 737 800 MAX, e a aeronave que foi entregue à companhia aérea tinha apenas quatro meses de operações.

Fonte: Travel And Tour World
Imagem: Google Imagens

Comentários