IPK International Estima Crescimento Mais Lento Do Mercado Asiático Em 2019

Após taxas moderadas de aumento de 5% em viagens, em 2017, a Ásia voltou a crescer, com uma subida de 8% nos primeiros oito meses do ano passado. As perspectivas para 2019 permanecem positivas, mas estimam uma desaceleração no crescimento em comparação com 2018

Estes são alguns dos principais resultados da primeira análise de tendências do World Travel Monitor, conduzida pela IPK International e mandado elaborar pela ITB Berlin.


A previsão para viagens dos asiáticos, em 2019, é positiva, devendo a subida estar em linha com a previsão mundial que é de 6%. No entanto, em comparação com o verificado na evolução dos primeiros oito meses de 2018, espera-se uma taxa de crescimento mais lenta durante o ano que agora começou. Uma das razões é uma esperada estagnação do mercado japonês. Estas previsões são baseadas no World Travel Confidence Index da IPK, que pesquisa as intenções de viagem para os próximos 12 meses.

Rolf Freitag, CEO da IPK International, apresentará os resultados do World Travel Monitor para 2018, bem como bem as previsões para 2019, durante a ITB Berlin, que decorrerá de 6 a 10 de Março. Refira-se que o World Travel Monitor é baseado nos resultados de entrevistas representativas com mais de 500 mil pessoas em mais de 60 mercados globais de viagens.

Um dos principais impulsionadores do crescimento em 2018 foram as viagens dentro da região, que superou todas as outras e aumentou em 10%. Um contribuidor chave para esse aumento foi a China, com 13% a mais em comparação ao mesmo período do ano anterior.

O mesmo estudo revela que os fortes aumentos das viagens asiáticas para a Europa no ano passado enfraqueceram ligeiramente, conseguindo mesmo assim uma evolução positiva de 4%, com a principal tendência de estagnação para a Espanha que era até então um dos destinos europeus mais preferidos dos asiáticos. As Américas sofreram perdas e registaram uma quebra de 1% de chegadas asiáticas. No entanto, as viagens internacionais para a Ásia, no período em análise, apresentam uma subida de 8%, com destaque para os destinos turísticos típicos como Tailândia, Vietnam, Malásia, Cambodja e Laos.

Destinos de cidade, o tipo de férias mais preferido dos asiáticos, com uma quota de mercado de cerca de um terço, aumentaram 10% nos primeiros oito meses de 2018. Em contrapartida, o segundo segmento mais importante para as viagens do mercado da Ásia para o exterior, o sol e praia, cresceu 15%, enquanto o touring baixou 2%.

A duração média das viagens asiáticas  foi de 5,6 noites e, portanto, diminuiu ligeiramente em comparação com 2017, devido precisamente à quebra do segmento touring, que obrigava a viagens mais longas, e o gasto médio de cerca de 1.650 euros por viagem manteve-se. A reserva pela Internet continua a ser mais popular e aumentou 11%. No entanto, as agências de viagens também conseguiram ganhar 5%, após reduções no mesmo período do ano anterior.

Além disso, as reservas diretas no hotel e na transportadora cresceram 9%.

Fonte: Turisver - Destinos

Comentários